Velhos demais para morrer

Publicado por 8.7.21


Quando os idosos se tornam a maioria da população, o mundo entra em colapso econômico e uma crise social se instaura. Enquanto jovens recorrem a tratamentos anti-idade cada vez mais avançados, velhos são jogados à margem da sociedade.

Autor: Vinícius Neves | Editora: Malê | Páginas: 280 | Ano: 2021

Nunca é pensado que haja uma proibição para algo que não pode ser controlado, porém nessa sociedade anti-idade há muitas proibições e a principal é envelhecer, pois só é pensado na estrutura econômica em que o país se encontra, ou seja, há uma busca no desenvolvimento econômico e a melhor forma de que haja uma melhora é fazendo com que as pessoas que cheguem a idade 0, equivalente a 60 anos ou mais, se entreguem à casa de Felix Mortem.

“- Ser velho é ser miserável de vida. É mendigar, arfando,um resto de fôlego para alimentar os pulmões.”

Neste cenário, nos é apresentado três personagens: Daren, Perdigueiro e Piedade, onde cada um possui uma posição na sociedade. Isso é muito importante, pois Vinícius constrói uma história com 3 pontos de vista diferentes, onde cada um ocupa seu grau de importância. 

Daren pertence ao grupo de proletários da Puer, uma empresa de cosméticos anti-idade, onde atua mais no lado publicitário; Perdigueiro é uma criança com um pai super carrasco, que o ensinou a caçar velhos (quando os mais velhos atingiam a idade 0, alguns se negavam a se entregar a casa de Felix Mortem, decidindo se refugiar nas matas e se esconder em cidades desativadas), cada captura valia uma quantia considerável; Piedade, professora, ao atingir a idade 0, negou se entregar, refugiando-se numa mata.

“- Aliás, eu tenho medo de criar alguém para este mundo. Alguém perfeitamente adaptado a ele”.

A fala acima é de Piedade, uma personagem forte e muito precisa, cujas falas e escritos tocam de uma forma surpreendente e emocionante, é impensável que os pensamentos de parte da sociedade sejam coniventes com a política atual. Essa escrita de Vinícius faz com que enxerguemos algumas semelhanças com nosso presente, nos fazendo pensar acerca de algumas políticas. Mas sua obra não tem semelhança apenas com a nossa vida real, mas caso você tenha gostado de “Onde está segunda?”, você, com certeza, amará muito mais essa história. 

“Velhos demais para morrer” possui uma boa escrita e, sobretudo, um ótimo enredo, fazendo com que sua imaginação flua de uma forma que não seja preciso fazer muito esforço, não precisa fazer uma automotivação, pois tudo foi feito de uma forma muito bem pensada e montada, não é por acaso que é vencedor na categoria Romance!

Fiquei apaixonado por este livro, inclusive favoritei, foi o primeiro do ano a ser favoritado, uma leitura que eu precisava e não sabia. Por ser tão incrível, acredito que esta obra precisava de uma edição de luxo!

Vale ressaltar que este livro foi composto inteiramente por uma equipe preta, desde o escritor até a sua produção editorial! Então, você que ainda está focado numa luta antirracista, essa é uma opção de lutar, dando apoio aos nossos, então comprem esse livro sensacional!



0 comentários

Comentários
0 Comentários