Qualityland

Publicado por 2.9.20

 

Sinopse: Bem-vindo a Qualityland, a nação mais poderosa e desenvolvida do planeta. Tudo em Qualityland é pensado de maneira a otimizar a sua vida. Um sistema identifica seu parceiro ideal, vermes-androides em sua orelha dizem o melhor caminho a tomar no seu dia a dia, drones já sabem, só pela sua cara, que você precisa de uma cervejinha bem gelada no fim de um dia de trabalho exaustivo. Humanos, robôs e algoritmos aparentemente convivem muito bem, e tudo gira em torno do mundo corporativo, hierárquico e do dinheiro. 

Autor(a): Marc Uwe Kling | Editora: Tusquets| Páginas: 352 | Ano: 2020

Marc Uwe Kling nos apresenta uma ficção onde podemos encontrar algumas inspirações que já ouvimos por alguém, assistimos de relance ou, até mesmo, tivemos uma experiência que pode nos remeter enquanto a leitura é realizada. O autor utiliza elementos de uma obra clássica, 1984.

Peter Desempregado, — você pode estar achando estranho ou engraçado, dependendo do seu nível de humor. Mas os nomes são definidos de acordo com a profissão dos pais. Sendo que, menino herda o sobrenome da profissão do pai e menina da mãe — dono de uma loja de sucatas, tenta se reerguer numa sociedade definida por níveis.

Tais níveis explicitam aqueles que possuem mais direitos que outros. Aqueles que possuem baixo nível, tem menos direito ou acesso. Já os que possuem maiores níveis, receberam uma educação melhor, param o transporte público que desejam embarcar e, ainda, tem preferência nas filas.

Temos oportunidade também de conhecer John Of Us, um androide que é designado a concorrer às eleições de Qualityland. Não seria essa a melhor opção de comandante, já que não seria uma caricatura passível de erros, por não se tratar de um humano?

Marc-Uwe consegue unir elementos atuais, futuro distópico totalmente criativo e uma narrativa que nos prende do início ao fim. o conjunto desses elementos faz com que o livro fique perfeito, mesmo que sendo preocupante em alguns momentos, por medo de podermos estar desenvolvendo uma sociedade como Qualityland, pelo autor ter utilizado muitos elementos da sociedade atual.

Além de toda trama ser incrível, uma das coisas que mais me fez adorar esse livro, foi a interação que ele me propôs durante a leitura, de pequenos excertos. Seja de trechos de jornais, verbetes, entre outras coisas mais, dinamizando totalmente a minha leitura.

Qualityland foi um dos livros que me deixou surpreso ao fim da leitura, por parecer mais uma distopia chata, que emplacaria nos cinemas e seria sucesso de bilheteria por ser mais do mesmo, porém tive uma experiência totalmente agradável com o livro. Ansioso demais para conferir o filme e torcendo para que seja na mesma intensidade da obra.


0 comentários

Comentários
0 Comentários