Um lugar só nosso

Publicado por 2.4.20


Sinopse: Lucky ingressou muito cedo no universo do K-pop. Aos dezessete anos, ela é uma febre na Ásia e a grande aposta de sua gravadora para conquistar o Ocidente ― mas ainda tem dúvidas de que essa é a vida que realmente deseja. Por isso, em uma noite pouco antes de viajar para os Estados Unidos, ela resolve sair disfarçada de um hotel em Hong Kong para fazer tudo o que quiser. É então que Lucky encontra Jack, um jovem paparazzo.


Autor(a): Maurene Goo | Editora:  Cia das Letras (Seguinte) | Páginas: 336 | Ano: 2020


Aproveitando os efeitos de Quarentena, não poderia deixar de falar sobre um dos meus gêneros preferidos, que é o Romance (Young Adult), que reúne tudo aquilo que um apaixonado pelo gênero ama: amor, clichê e boas risadas. 

Foi exatamente assim que fiquei, apaixonado pela história e ri bastante com as atitudes impulsivas dos personagens Jack e Lucky, dois adolescentes que sofrem com decisões do futuro, mesmo sabendo o que fariam e quais atitudes deveriam tomar, passam por problemas por terem de tomar decisões e se restringirem a algumas ações. 

Sofrendo uma pressão da parte do pai sobre curso e qual instituição cursar, Jack não sabe como contar que anseia ingressar numa faculdade de artes. Enquanto finge que não decidiu absolutamente nada sobre seu futuro, faz estágio na empresa de seu progenitor e alguns extras para um tablóide sensacionalista, que seu amigo faz parte. 

Um chamado de Trevor (quem participara do tabloide), foi suficiente para um encontro inusitado. Jack teria que ir ao mesmo lugar em que Lucky estava hospedada, um encontro inesperado e que nos gerou muitas emoções e surpresas. 

Ao me deparar com a sinopse desse livro, achei muito interessante, para além de ser um gênero que curto demais, gostei muito do universo que a trama me levaria, uma cantora de K-pop e um paparazzi, havendo uma relação de mentiras e envolvimentos surpresa. 

Maurene nos traz uma linguagem muito fluida e um jeito único de conseguir contar suas histórias, pelo simples fato de nos dar muitos detalhes sem se tornar uma obra massante, que não queremos abandonar nunca! A história se passa em um fim de semana e envolve, na maior parte do tempo, apenas os dois protagonistas enrolados e estabanados pela cidade de Hong Kong. 


“Os comprimidos para dormir eram padrão, todo mundo tomava. Mas o lorazepam… era segredo. Doença mental ainda era um tabu na Coreia do Sul”.


Como a história envolvia uma cantora de K-pop, a autora explorou a situação, que muitas vezes são verdadeiras, dos cantores do gênero. Lucky tinha uma vida totalmente regrada, com dietas e exercícios obsessivos, então somos convidados a uma discussão importante acerca da vida dessas pessoas. Tanto que a protagonista foge do quarto para que conseguisse comer. Tais ações, podem desencadear tantos problemas mentais, que não são aceitos socialmente. Além disso, há uma crítica também a sensos comuns acerca de asiáticos. 

“-Bom, não deveríamos os dois ser bons em matemática, enquanto asiáticos?”

Nos apresentando uma trama com início, meio e fim, muito bem fechado, a história faz com que viajemos pelo mundo de Hong Kong com esses dois protagonistas que adorei conhecer, sendo bem apresentados. O livro traz uma história ótima e não recebe a aclamação devida dos fãs de YA existentes no mundo. Um lugar só nosso é um livro incrível para você conhecer um pouco da cultura asiática, mesmo que breve, e se divertir com os protagonistas, enquanto passeiam pela cidade e conversam sobre si, fazendo arrancar gargalhadas e sorrisos.

6 comentários

Comentários
6 Comentários
  1. Achei legal o enredo.
    Apesar de clichê, mostrando uma jovem de sucesso que não sabe mais se quer isso para si e resolve por uma noite ser alguém "normal".
    Outro ponto legal é mostrar como a vida deles é regrada, e isso gera uma tensão sem fim.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fábio!
    Eu soube desse lançamento pela própria editora e apesar de não consumir muito a cultura asiática, principalmente a música, eu fiquei bem interessada na trama. Me parece um ótimo livro e uma leitura bem rápida e divertida. Além de que a capa é lindíssima (o que por sinal, vem sendo uma característica da Seguinte - as suas capas maravilhosas!).
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/04/resenha-estacao-onze-um-role-pelo-mundo.html

    ResponderExcluir
  3. Oi Fábio!
    Adoro um romance esse mostra ser divertido e emocionante, ainda não conhecia mas estou curiosa por ler, principalmente por ter no Kindle, a cultura K-pop tomou uma proporção muito grande por aqui uma febre mesmo, adoro kkk. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Fábio!
    Estou na metade desse livro e AMANDO cada página haha Como apreciadora da cultura oriental (e dos kpop da vida), muito do que ela relata na vida da personagem principal pode ser associado com coisas que sabemos que os idols passam mesmo e a construção do romance é de aquecer o coração. Tudo o que a Maurene Goo escreve tem uma "fidelidade" com a realidade (e é uma coisa incrível), então estou terminando esse e já pensando no próximo dela que vou por as mãos haha

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Todo mundo é estereotipado no mundo. Seja asiático ou brasileiro, porque não moramos lá e tudo que sabemos sobre eles vem de suas produções ou da mídia e dificilmente alguém vai buscar informação se não existe motivo forte para isso. Já o ponto do K-pop e afins é algo comum tanto no ocidente como no oriente essas regras de ter um corpo perfeito e blábláblá...isso é pressão por imagem vindo de fãs e da sociedade em geral.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Vi resenhas tão positivas sobre esse livro! Me parece ser uma leitura tão divertida e contagiante que fico feliz demais em ver o sucesso que essa obra vem fazendo, espero poder ler assim que possível e me envolver mais nesse mundo do K-pop

    ResponderExcluir