Invisível

Publicado por 16.3.20



Sinopse: Margô mora em uma casa caindo aos pedaços, num bairro abandonado, com sua mãe que a ignora há dois anos. Ela se sente invisível, até que a amizade com Judah, seu vizinho cadeirante, muda suas perspectivas e a desperta. Quando uma criança de sete anos desaparece em seu bairro, Margô resolve investigar o caso com a ajuda de Judah e o que ela descobre a transforma por completo.
Agora, determinada a encontrar o mal, caçar todos os molestadores de crianças, torna-se a razão de sua vida. Com o risco de perder tudo, inclusive sua própria alma, Margô embarca num caminho sem volta... E o que isso diz a ela sobre si mesma? Por que decidiu fazer justiça? O que a tornou tão invisível?
Autor(a): Tarryn Fisher | Editora: Faro | Páginas: 256 | Ano: 2020



Margô não se destaca no meio da multidão, nem mesmo na casa que divide somente com a mãe. Filha de uma mulher amarga, com traumas e que infelizmente não é muito boa demonstrando amor, a jovem protagonista se vê como uma garota invisível e insignificante, vivendo apenas um dia após o outro, sem se permitir almejar algo.

"A tristeza é um sentimento em que você pode confiar. É mais forte do que todos os outros. Ela faz com que a felicidade pareca instável e indigna de confiança."

Sua rotina pacata se repetia todos os dias, nada de grandioso acontecia para desviá-la de seu trajeto casa-trabalho. Pelo caminho observava as pessoas, no ônibus conversava com a mesma garotinha de sempre, no trabalho mais uma dose de monotonia, e assim seguiam seus dias normalmente.

Infelizmente em um dia tão comum quanto qualquer outro, Margô viu pela última vez a garotinha do ônibus. O desaparecimento desta criança a motiva a encontrar respostas, sua vida sem graça começa a ser tomada por um sentimento de justiça.

Ao fazer amizade com seu vizinho, o jovem deficiente físico Judah, a protagonista ganha um novo ânimo e a narrativa passa a se desenrolar com um novo ritmo, mais ágil, intenso e surpreendente.

"Eu não nasci com a capacidade de matar. A vida trouxe isso para mim."

A presença de Judah a ajudou a perceber que não era realmente invisível e que poderia ser forte, lhe permitindo explorar situações que antigamente ignoraria. Mais observadora do que antes e muito mais destemida, Margô buscará desvendar o desaparecimento misterioso da garotinha de sete anos com quem conversava no ônibus, assim como se envolverá em outras situações arriscadas e dignas de muita coragem.

Há um momento no livro que me deixou confusa, não posso torná-lo público nesta resenha, pois corro o risco de disparar um forte spoiler, mas creio ser importante que você saiba que você será capaz de duvidar da sua própria percepção dos fatos.

Acredito que preciso dizer que ao concluir a leitura fiquei em dúvida sobre minha opinião a respeito da conclusão, precisei de um tempo para pensar e avaliar o que havia lido nos últimos capítulos.  Não se trata de uma narrativa simples, onde tudo é entregue pronto para o leitor, é possível sim encontrar mais de um desfecho para a evolução da protagonista.




2 comentários

Comentários
2 Comentários
  1. Parece ser muito bom mesmo, fiquei com vontade de ler

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da sua indicação e da resenha direta.

    ResponderExcluir