BTK Profile: Máscara da Maldade

Publicado por 3.2.20


Sinopse: Os fãs da linha Crime Scene agora têm à disposição uma obra completa e cuidadosamente escrita para estudar o caso de Dennis Rader, o BTK. Em 2005, após a sua prisão e confissão, Dennis Rader teve a sua história contada no filme Hunt for the BTK Killer, de Stephen T. Kay, e também serviu de inspiração para Stephen King no conto Um Bom Casamento. Mindhunter, série da Netflix produzida por Charlize Theron e David Fincher, traz o assassino em destaque em sua segunda temporada, que tem estreia confirmada para agosto deste ano.BTK Profile: Máscara da Maldade é um livro que investiga a mente e o comportamento humano e entra para a Coleção Profile da linha Crime Scene® 
Autor(a): Roy Wenzl [et al] | Editora: Darkside Books | Página: 416 | Ano: 2019

Histórias reais de assassinatos me assustam muito mais do que qualquer trama ricamente elaborada de ficção. Imaginar que posso conviver com pessoas capazes de matar outra pessoa me tira o fôlego, mas também me torna mais atenta.

Este é um livro que sem dúvida alguma me proporcionou uma reflexão sobre o que existe ao meu redor. BTK era um sujeito como qualquer outro que encontro pelas ruas, tinha uma vida tão comum e pacata quanto tantos outros que conheço e interajo, mas ele tinha algo obscuro sendo escondido.


"Matar outra vizinha era um risco - mas por que não? Nove mortos até então, e os policiais ainda não tinham nenhuma pista."

Sua identidade não é mais segredo, então por favor não encare como spoiler o fato de eu mencionar características deste serial killer, mas também não pense que por não se tratar de uma obra de suspense que este livro não lhe surpreenderá.

Por mais que se saiba da crueldade praticada por Dennis, a forma como ele planejava a executava seus planos é magnificamente descrita neste livro. Em alguns momentos a cronologia é tão impecável e a narrativa se mostra tão fluida, que é possível esquecer de que se trata de um compilado de documentos e informações sobre um assassino real.


"Rader era uma criatura de hábitos. Saía para o trabalho no mesmo horário todos dias, pegava o carro para ir almoçar em casa às 12h15 e chegava às 12h18. Como um relógio."

A construção dos capítulos permite que o leitor se perceba imerso em uma narrativa complexa, envolvente, rica e completa.

Por diversos momentos questionei o motivo da demora para a descoberta da idade de BTK. Eu percebia tantas pontas soltas, tantas provas deixadas para trás que acabava esquecendo de que não estava lendo apenas mais um romance policial. As falhas na investigação dizem muito sobre a época em que tudo começou, as conexões que não foram feitas remetem às fragilidades do ser humano. Não se trata de uma história perfeitinha onde cada passo se encaixa no outro.


"Tinha certeza de que seria preso. Mas um dia passou, então outro. Ele assitia à televisão e lia os jornais. Os policiais não tinham descoberto nada."

Este livro lhe entrega tudo, diferente das ficções. Aqui você já sabe quem é o assassino, caso tenha ouvido falar nele então você já sabe a conclusão da história, mas nada disso diminui as surpresas no decorrer da leitura.



9 comentários

Comentários
9 Comentários
  1. Adoro ler livros sobre crimes, no geral são interessantes. Fico sempre me perguntando o que leva uma pessoa a fazer o que faz, tão friamente. Já li algumas matérias sobre o caso do Dennis e ele é muito frio.

    ResponderExcluir
  2. Eu te entendo. Conhecer o serial é normal, mas a questão é pensar como que ninguém via as questões que ficam tão na cara né? É o mesmo que eu pensava em relação ao Ted Bundy. Era tão óbvio, mas no momento da investigação ninguém percebia isso.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Caramba, parece ser uma leitura bem perturbadora. Não costumo ler livros do tipo, mas quero muito dar chance para o gênero esse ano, então já vou adicionar esse na minha lista. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Fiquei com muita vontade de ler esse livro, os fatores que compõe o enredo parece tornar a leitura bem interessante... Gostei bastante de seus comentários!
    Dica anotada!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Alessandra.
    Esse livro está na minha lista de desejos há muito tempo!
    Acho que vou me dar de presente de aniversário nesse ano!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Assim como você, sou medrosa quando vejo a fatídica frase: baseado em fatos reais hahaha Não sei se por mais gere uma boa reflexão, leria um livro do tipo. Saber que alguns casos são os mais famosos e por isso sabemos como termina, me aliviou um pouco, porém sai da minha zona de conforto atual. Quem sabe um dia?! Ótima resenha e fotos, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    A Darkside books arrasou muito nesta edição linda, meu Deus! Eu estou com esse livro na minha wishlist desde o lançamento, com certeza é uma obra que quero muito fazer a leitura. Gostei muito das suas impressões.

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Já percebeu que quando lemos livros com serial killers ou como podemos identificar eles, coisa nada fácil, sempre direcionamos que os outros podem ser ou podem fazer coisas moralmente condenáveis e excluímos nós mesmo dessa ideia? Achamos erroneamente que somos exceto de qualquer mal, mas na realidade a natureza do ser humano é mais ligada ao "Mal" do que o "Bem".

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Alessandra!!!
    E se livro com toda certeza entraria na lista preferida da minha amiga que é uma viciada por Serial Killers e por Psicopatas.
    O enredo é interessante para quem conhece os fatos reais e quer saber como uma história dessa se desenvolve. Eu não sou muito fã, mas fico feliz que o livro te surpreendeu.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir