Joyland

Publicado por 17.12.19


Sinopse: Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer. Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado - e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer - e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.
Autor(a): Stephen King | Editora: Suma | Páginas: 240 | Ano: 2015

Joyland é um lugar para diversão, não há espaço para rostos tristes ou desanimados. Talvez um semblante cansado seja aceito, afinal um dia neste parque pode ser cansativo, mas com certeza trará uma experiência marcante.

Quando eu penso que Stephen King não tem mais como me surpreender, eis que ele mostra que tem muitas cartas na manga. Desta vez conseguiu fazer com que eu não me decepcionasse com a ausência de terror em suas páginas e ainda por cima comemorasse com as vitórias de alguns personagens.

Este é um livro um pouco diferente, ao menos se formos comparar com seus grandes sucessos aterrorizantes. Em Joyland o leitor verá uma outra face do autor e se guiará por uma narrativa ágil, envolvente, emocionante e ricamente desenvolvida.

Devin Jones esperava passar apenas uma temporada em Joyland, emprego temporário até a volta para a sua vida massante na faculdade, porém ele não imaginaria que seria completamente absorvido pelo parque, não de uma forma sinistra e que deixará o leitor completamente apreensivo, mas de um jeito que o fará buscar respostas e desejar ver o sorriso no rosto de outras pessoas.

Um assassinato marcou a história de Joyland, pessoas dizem que ainda são surpreendidas pelo espírito da jovem e bela moça que teve sua vida brutalmente interrompida enquanto buscava momento de diversão. O assassino nunca foi descoberto e a justiça nunca foi feita, mas isso não quer dizer que o jovem Devin deixará que isso passe em branco, sua curiosidade e seu instinto o dizem para investigar.


" - Que bom. Fique longe dali. É assombrado, e um garoto com pensamentos ruins precisa visitar uma casa assombrada tanto quanto precisa de arsênico no enxaguante bucal. Capisce?"


Obviamente o leitor pode esperar uma dose de sangue, algumas mortes, mas nada que lhe deixe sem fôlego ou pensativo. Há realmente um mistério a ser desvendado, mas por trás disso tudo é fácil enxergar situações de empatia, lealdade e amizade.

Parece estranho falar de sentimentos tão bonitinhos e relacioná-los a alguma obra de Stephen King, mas desta vez foi isso que encontrei nestas páginas nem tanto sombrias e só posso afirmar que fiquei maravilhada com cada detalhe.


4 comentários

Comentários
4 Comentários
  1. Eu amo os livros do Stephen King , e esse não seria igual, já estou doida para lê. Amei a sua resenha. Bjs
    https://blogdamille2018.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Interessante esse ter uma narrativa diferente das mais conhecidas do autor. Nunca li nenhum livro dele, mas sempre me remete a algo muito aterrorizante ou que faz o coração disparar hehehe

    ResponderExcluir
  3. Nunca li as obras de Stephen King, já que a grande maioria são de terror e eu sou o cúmulo do medo kkkkkkk o enredo desse parece ser bem interessante e parece até "inofensivo" no que diz respeito ao medo, talvez eu dê uma chance kk parabéns pela resenha bem completa! :)
    beijos

    http://www.apenasfugindo.com/

    ResponderExcluir
  4. já gostando da temática, vou ler com certeza! bjus

    ResponderExcluir