Se a rua Beale falasse

Publicado por 25.4.19

Sinopse: Lançado em 1974, o quinto romance de James Baldwin narra os esforços de Tish para provar a inocência de Fonny, seu noivo, preso injustamente. Livro que inspirou o filme dirigido por Barry Jenkins, vencedor do Oscar por Moonlight.Tish tem dezenove anos quando descobre que está grávida de Fonny, de 22. A sólida história de amor dos dois é interrompida bruscamente quando o rapaz é acusado de ter estuprado uma porto-riquenha, embora não haja nenhuma prova que o incrimine. Convicta da honestidade do noivo, Tish mobiliza sua família e advogados na tentativa de libertá-lo da prisão.
Autor(a): James Baldwin | Editora: Companhia das Letras | Páginas: 224 | Ano: 2019

Recentemente um filme homônimo ganhou notoriedade após ser indicado em algumas categorias de uma premiação muito famosa, o Oscar.

Confesso que até então eu desconhecia completamente a existência deste livro, uma falha minha, pois com certeza se o tivesse lido antes acabaria me sentindo empolgada para assistir ao filme, que por sinal eu ainda não vi.

Nesta história estaremos diante de um casal jovem, com uma história de amor real, sem aquela romantização exagerada ou fantasiosa. Tish e Fonny são pessoas simples e tão próximas da realidade que a dor deles se mistura com a do leitor.

"O homem branco é um demônio. Com certeza não é humano. Algumas das coisas que eu vi, cara, vão me dar pesadelo até o dia em que eu morrer."

Fonny estava seguindo sua vida normalmente, almejando se casar com seu grande amor e construir uma bela família, contudo sua trajetória foi marcada pela acusação de um crime. Há quem acredite que ele seja o responsável por estuprar uma mulher, principalmente o policial reconhecido por suas atitudes racistas. O depoimento da vítima pode não ser tão sincero quanto a família de Fonny e Tish gostariam, mas como culpar uma mulher amedrontada e induzida ao erro?

"E não tenho vergonha do Fonny. Tenho mais é orgulho. Ele é um homem. Pelo jeito que aguentou essa merda toda, dá para ver que é um homem de verdade."

A cor da pele do acusado dirá mais sobre seu caminho diante da justiça do que sua palavra. Conseguiu imaginar algum tipo de conexão entre esta obra e a realidade em que vivemos? Acredito que em algum momento do livro o leitor identificará traços da sociedade em vive, das pessoas ao seu redor e não conseguirá conduzir a leitura sem se ver atingido pela tormenta que pairou sobre a cabeça dos protagonistas.

Tish poderia ter abandonado o futuro marido, mas se viu obrigada a descobrir a verdade e mostrar para todos. Sua fé na inocência de Fonny se torna surpreendente, pois ela não oscila.

"Espero que ninguém nunca seja obrigado a ver a pessoa que ama através de um vidro."

Apesar de se tratar de um assunto tão sério, posso dizer que a leitura transcorre tranquilamente, sem grandes revelações dignas de causar tensão. Não encontrei nestas páginas algo que mexesse com meus sentimentos, mas nem por isso deixei de me envolver pela belíssima forma como foram escritas.

Uma coisa importante a falar aos que não gostam que os livros tenham capa relacionada ao filme, é que esta edição possui uma jacket, ou seja, a capa segue intacta, porém com uma roupinha bonita com referência ao longa.



10 comentários

Comentários
10 Comentários
  1. gostei muito da sua avaliação desse livro eu ainda não conhecia e achei bem interessante

    ResponderExcluir
  2. O tema é forte, que bom que não aborda de um jeito forte e grotesco...
    Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada Mix|Blog Prosa e Texto|Blog Vapor da Cozinha

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar dessa obra!
    Sua resenha me deu vontade de conferir. 🙂

    ResponderExcluir
  4. Confesso que eu também não tinha conhecimento sobre esse livro e nem sabia que inspirou o filme, o qual também ainda não assistir, mas sua resenha me convenceu que preciso ler esse livro

    ResponderExcluir
  5. Nossa meu marido vai amar esse livro é bem o estilo de livro que ele gosta, obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
  6. Adorei. Já quero ler esse livro também. Valeu muito pela indicação do livro. Super demais. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Não vi o filme e não conhecia o livro, agora quero ver os dois, gosto de dramas, e esse parece ser muito bom! Bjs ❤️

    ResponderExcluir
  8. mt bacana conhecer esse livro, ainda mais por tratar desse tema mais pesado e msm assim a leitura ser gostosa

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  9. Nao conheço esse livro, mas achei bem interessante a sua resenha

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    não conhecia esse livro e nem o filme - falha minha - mas lendo a sua resenha, percebo que é uma história bem sensível e emocionante, estou para ler mais livros assim, com essa temática de preconceitos q já sei por onde começar! ótima dica!

    beijos!

    ResponderExcluir