Circe

Publicado por 22.4.19


Sinopse: Uma releitura corajosa e atual da trajetória de Circe, a poderosa – e incompreendida – feiticeira da Odisseia de Homero. Na casa do grande Hélio, divindade do Sol e o mais poderoso da raça dos titãs, nasce uma menina. Circe é uma garotinha estranha: não parece ter herdado uma fração sequer do enorme poder de seu pai, muito menos da beleza estonteante de sua mãe, a ninfa Perseis. Deslocada entre deuses e seus pares, os titãs, Circe procura companhia no mundo dos homens, onde enfim descobre possuir o poder da feitiçaria, sendo capaz de transformar seus rivais em monstros e de aterrorizar os próprios deuses. Sentindo-se ameaçado, Zeus decide bani-la a uma ilha deserta, onde Circe aprimora suas habilidades de bruxa, domando perigosas feras e cruzando caminho com as mais famosas figuras de toda a mitologia grega: o engenhoso Dédalo e Ícaro, seu filho imprudente, a sanguinária Medeia, o terrível Minotauro e, é claro, Odisseu. E os perigos são muitos para uma mulher condenada a viver sozinha em uma ilha isolada. Para proteger o que mais ama, Circe deverá usar toda a sua força e decidir, de uma vez por todas, se pertence ao reino dos deuses ou ao dos mortais que ela aprendeu a amar. Personagens vívidos e extremamente cativantes, aliados a uma linguagem fascinante e um suspense de tirar o fôlego, fazem de Circe um triunfo da ficção, um épico repleto de dramas familiares, intrigas palacianas, amor e perda. Acima de tudo, é uma celebração da força indomável de uma mulher em meio a um mundo comandado pelos homens.
Autor(a): Madeline Miller | Editora: Planeta | Páginas: 368 | Ano: 2019

Circe está pronta para lhe contar sua história, então esteja aberto para conhecer este mundo fantástico e repleto de mitologia do qual ela faz parte.

Eis uma jovem ninfa um pouco diferente, não a imagine bela e dona de uma simpatia estonteante, Circe estava mais para o patinho feio das ninfas, a filha desprezada e a mulher ignorada. 

"Foi a minha primeira lição. Por baixo da face lisa e familiar das coisas, há outra que aguarda para rasgar o mundo em dois."

Desde cedo ela percebeu que não recebia os mesmos tratamentos que seus irmãos e conforme foi crescendo se deu conta de que nem mesmo os mortais a respeitariam, sendo assim precisaria se mostrar importante de alguma forma, se não fosse por seus dotes físicos, que fosse por sua inteligência.

"Minha vida inteira, eu tinha esperado a tragédia me encontrar. Nunca duvidara de que me encontraria, pois trazia em mim mais desejos, desafios e poderes do que os outros pensavam que eu merecia - todas as coisas atraíam o raio."

Após ser rejeitada por um homem que desejava, a protagonista opta por um ato de rebeldia e passa a ter seu nome gravado na história. Ao se ver tão longe do que tanto almejava e observando sua grande paixão desejar outra, ela decide usar de seu conhecimento com plantas e magia para provar que o alvo de seu amado não era digno de amor.

"Deixe-me dizer o que a magia não é: não é poder divino, que vem com um pensamento e um piscar de olhos. Deve ser feita e trabalhada, planejada e procurada, desenterrada, secada, fatiada e moída, cozinhada, encantada e cantada."

Circe deu vida a um dos monstros mais aterrorizantes do mar, Cila. O que antes era uma jovem bela e radiante se tornou um ser abominável, destruidor e sedento por vingança. Não havia uma pessoa que não conhecesse a fama de Cila.

Mas há muito mais a se saber sobre a vida desta protagonista vingativa, porém com um bom coração. Circe se mostra intensa e determinada nesta história, o que por vezes a mostra como uma personagem egoísta.

Gostei da forma como esta figura mitológica foi criada nesta obra, suas atitudes foram guiadas por suas crenças e desejos, até seus momentos de maldade foram pautados por seus sentimentos, então saiba Circe oscila entre boa filha e rebelde, uma bruxa brilhante e uma frágil mulher, uma mãe exemplar e um ser desprezível.

"Humilhar mulheres parece ser um dos passatempos preferidos dos poetas. Como se não pudesse haver uma história se não rastejarmos e choramingarmos."

Este é um ótimo livro para que se interessa por mitologia e suas mais variadas interpretações e releituras. Não sou grande especialista no tema, mas sempre me empolgo com histórias mitológicas. Confesso que às vezes até imagino como elas foram construídas, considerando a época em que foram contadas pela primeira vez.

A narrativa é simples e envolvente, capaz de proporcionar ao leitor uma experiência tão gostosa que o livro pode ser lido de forma muito rápida.


6 comentários

Comentários
6 Comentários
  1. Adorei a sinopse e a forma como tu contaste a história, eu adoro histórias sobre mitologias, deuses, feiticeiros, basicamente tudo o que envolve esse lado mitológico. E confesso também que por vezes ponho-me a pensar como seria naquela época. Vou procurar esse livro e ler :)

    ResponderExcluir

  2. Muito bom super adorei a forma como descreveu a histórias sobre mitologias, deuses, muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a sipnose, adorei a forma que você descreveu as historias. Muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Sou uma dessas apaixonada pela mitologia, confesso que sei pouco, mas amo ler sobe ao assunto, é bom viajar no tempo, já quero esse livro! Bjs ❤️

    ResponderExcluir
  5. Curti muito a sinopse e o texto sobre o livro, não tenho proximidade com o gênero mas com certeza eu leria o livro Circe, fiquei imaginado cada palavra e confesso que viajei em pensar em cenas para um filme rsrs muito boa a postagem! Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Gente adoreiii saber mais sobre a Circe, ela que transformou o príncipe em fera, do filme A Bela e a Fera. Fiquei super curiosa pra saber mais sobre ela, com certeza vou querer ler esse livro. Valeuuu pela dica 👍

    ResponderExcluir