Romance tóxico

Publicado por 14.1.19

Sinopse: Uma história contemporânea, comovente e incrivelmente honesta sobre como encontrar forças para se libertar de relacionamentos tóxicos.Grace quer sair de casa. Ela se sente sufocada pelo padrasto agressivo e pela mãe obsessiva, que a faz esfregar o chão até toda a poeira (que só ela enxerga) sumir. Quer ir embora da cidadezinha onde mora, na Califórnia, pequena demais para seus sonhos. Quer fugir da vida que leva e se tornar uma artista em Paris, uma diretora de teatro em Nova York… qualquer futuro que seja distante do medo e da solidão que sente.Então ela se aproxima de Gavin: charmoso, talentoso e adorado por todos da escola. Quando os dois se apaixonam, Grace tem certeza de que aquele romance é bom demais para ser verdade. Mas as suas amigas enxergam um outro lado do garoto — controlador e perigoso —, que, com o tempo, vai transformar o relacionamento dos dois em uma prisão da qual Grace será incapaz de escapar sozinha.
Autor(a): Heather Demetrios | Editora: Seguinte | Páginas: 416 | Ano: 2018

Este não é mais um belo romance, nem mesmo posso dizer que seja leve, divertido e descontraído. A vida de Grace está longe de ser perfeita e suas escolhas, mesmo que não sejam as melhores, são com o intuito de sobreviver da forma como aprendeu.

A mãe de Grace assume um papel submisso e conformado diante de um relacionamento conturbado, agressivo e que não a faz bem, porém conforme a leitura transcorre é possível compreender o que a levou a aceitar viver em tal desarmonia, mesmo que em alguns momentos isso pareça difícil de legitimar.


"Garotas não se apaixonam por cretinos manipuladores que as tratam como merda e a fazem questionar seriamente suas escolhas. Elas se apaixonam por cretinos manipuladores (que as tratam como merda e as fazem questionar seriamente suas escolhas) que elas acham que são príncipes encantados."

Apesar de toda a complicação que a família traz para sua vida, Grace tem do seu lado duas amigas muito próximas e que a protegem sempre que possível, porém tal cuidado talvez não seja suficiente para impedi-la se envolver com Gavin, um garoto bonito e inteligente por quem Grace é apaixonada.

Esta grande paixão trará a ela muitos momentos de alegria e felicidade que jamais seria capaz de imaginar ter em seus dias, mas há algo de estranho em Gavin. Tão perfeito, amoroso, romântico, mas muito possessivo. O conto de fadas ganha um rumo sombrio quando as escolhas de Grace passam a serem feitas por seu namorado e quando sua autonomia começa a ser questionada.


"Percebo qual é o problema. Não é o seu ciúme, os mundos diferentes em que vivemos, as regras dos meus pais, mas o fato de eu ter me tornado um dente-de-leão. Você da um sopro e eu vou para todos os lados."

Diante de um relacionamento abusivo e que repete a história de sua mãe, Grace por vezes acredita ser normal e não questiona as atitudes grosseiras do jovem bonito por quem se apaixonou, mesmo que suas amigas lhe alertem sobre o que está acontecendo.


"É o nosso aniversário de um ano de namoro, mas acordei hoje desejando estar morta."

Neste livro o leitor encontrará situações em que acreditará que faria diferente, mas conhecendo o contexto e o histórico de Grace fica difícil criticá-la ou censurá-la, pelo menos eu senti vontade de acolhê-la e dar um longo abraço. Mas não se engane, ela não é tão frágil quando faz transparecer, esta menina que se vê como um patinho feio tem uma força enorme que está adormecida.

A história contada nestas páginas é envolvente, mas que para alguns pode não ser fácil de absorver, principalmente para quem prefere romances doces e perfeitos. Este traz algo mais real, concreto e marcante, bem parecido com o que infelizmente vemos aqui fora dos livros.

Não bastasse as reflexões que esta obra traz, a autora ainda deixa uma nota interessante, revelando que quando adolescente viveu uma história parecida e passa um recado importante que eu acredito que deveria ser repassado àquela amiga que você sabe que precisa de um apoio, mesmo que ela não perceba. Há também uma lista de telefones e sites voltados para o atendimento e acolhimentos de mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência. Um livro completo!


"Quem quer que você seja, saiba que as coisas ficam melhores. Só é necessário dar o primeiro passo. Você consegue."



12 comentários

Comentários
12 Comentários
  1. Oiii,

    Eu estou loucaaaa para ler este livro!! Tenho certeza de que será uma leitura densa e com sentimentos bem crus, mas parece que a forma como a autora dispõe os fatos e como eles vão se desenrolando acabam deixando a gente preso e sem ter como largar a leitura. Mas tenho certeza de que acabarei ficando com ressaca depois que acabar ele, porque com certeza é uma história com muitas reflexões e aprendizados, então vou postergar um pouco a leitura, mas espero conferir este ano ainda.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. achei a capa maravilhosa, e amei a foto!
    já tinha curiosidade de ler, mas sua resenha me deixou mais curiosa ainda e espero poder conferir em breve!
    muito bom saber que apesar da situação que a personagem se encontra, ela é bem forte!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  3. Acho que não é só uma questão de ser necessário ler livros assim, mas que as pessoas precisam entender que romantizar relacionamentos onde o homem é abusivo não é lindo, não é proteção e sim uma ameaça gigante. As mulheres precisam aprender muito sobre isso e até eu mesma. Muito boa explicação sobre a história.

    ResponderExcluir
  4. Comecei a ler esse livro, mas não fui adiante devido a carga emocional dele. Fiquei tão aflita com a relação Grace com a família e depois tem esse relacionamento problemático com o Gavin. Mas tenho pra mim que preciso retomar essa leitura, ainda mais pelas reflexões que você mencionou o livro trazer. Vamos ver se consigo chegar ao final.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Fiz a leitura desse livro e adorei a escrita da autora. A forma como abordou temas polêmicos e o relacionamento de Grace com Gavin ficou muito envolvente. Me senti aflita e torci para que ela conseguisse se livrar desse relacionamento.
    Adorei ver que a autora não romantizou e nem vitimizou o Gavin.
    Uma leitura que todos deveriam fazer.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. confesso que só pelo titulo eu ja compraria pois me chamou muito a atençao achei muito legal os temas abordado nos livro

    ResponderExcluir
  7. Oi, Alê.
    Apesar de achar importante que os livros abordem todo tipo de tema, histórias assim não me cativam!
    Já lido com assuntos difíceis no meu trabalho e quando pego um livro pra ler, quero relaxar e esquecer um pouco as desgraças da vida...
    Ótima resenha, mas vou deixar a dica passar!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Oi Alessandra!
    Ainda não conhecia o livro e gostei bastante dele pela sinopse. A obra me soou forte e parece que a autora soube trabalhar com tema.
    Esse tipo de livro sempre faz a gente refletir bastante não é? Fiquei com muita vontade de ler, ainda mais quando você disse sobre os detalhes que estão nas páginas do livro.
    Espero gostar tanto quanto você.
    Abraços

    FLeituras

    ResponderExcluir
  9. Ola!!!

    Esse é aquele tipo de livro que é realmente um tapa na cara da sociedade e escancara os seus problemas para nós, não é mesmo?
    Adorei a sua resenha, porem, não é o tipo de livro que eu leria... estou optando por livros mais leves e divertidos ultimamente.

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha! Logo que li a sinopse pensei: "Pelo amor de Deus, a garota tenta fugir de um relacionamento abusivo dentro de casa para cair em outro ao conhecer o Gavin!". E lendo sua resenha pensei no quanto eu própria sempre tive medo de repetir os mesmos erros da minha mãe. De escolher sempre os homens errados. E cheguei a escolher muito mal certa vez. Ele não era abusivo e eu cortava qualquer tentativa de me controlar, mas olhando para trás eu sei que se tivesse seguido em frente com aquela relação acabaria por um dia se transformar em algo muito ruim. Eu tenho problemas com relacionamentos porque não nego que tenho medo de cair numa armadilha, de escolher errado. Viver é muito complicado. E entendo a protagonista deste livro, imagino o inferno que ela vivia tanto dentro quanto fora de casa, presa a um relacionamento destrutivo. Só espero que ela consiga encontrar seu final feliz, que consiga escapar dessa situação. Achei bem forte o trecho no qual ela diz que era aniversário de namoro, mas que tinha acordado desejando estar morta. Muito triste isso. :(

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li esse livro, mas tenho lido muitas resenhas positivas sobre ele. Acho que ele aborda um tema importantíssimo e gostei de saber que isso foi feita de uma maneira real. Acredito que seja uma leitura intensa e difícil, mas é importante colocar o dedo na ferida e mostrar o quanto esse tipo de relação é abusiva e destrutiva.
    Adorei sua resenha e espero poder ler esse livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Eu confesso que não conhecia o livro, mas pelo título já dava pra imaginar que não seria uma bela história... porém acredito que essa é aquela típica obra que serve pra dar um tapa na cara dos leitores e tirar aquele estigma de que não é possível alguém se submeter a esse tipo de coisa... a gente não está na pele do outro pra saber e como você mesma falou da pra ver o porque da personagem estar naquele situação... definitivamente uma história pra refletir e que eu já quero muito conhecer!

    ResponderExcluir