Demônio ou anjo

Publicado por 4.4.18


Sinopse: A chegada de Olav, um garoto de 12 anos, a um orfanato nos arredores de Oslo causa grande desconforto a todos que vivem lá. E mais ainda à rígida diretora da instituição, Agnes Vestavik, que vê algo aterrorizante no olhar do menino: puro ódio. Quando Agnes é encontrada morta com uma faca de cozinha cravada nas costas – e Olav desaparece –, o caso vai para a investigadora Hanne Wilhelmsen, recentemente promovida a inspetora chefe da Polícia de Oslo.

Autor(a): Anne Holt | Editora: Fundamento | Páginas: 264 | Ano de lançamento: 2017

Olav é um garoto diferente dos demais, não apenas pela sua aparência assustadora devido ao seu tamanho robusto, mas sua personalidade também é vista como incomum, principalmente por sua mãe que desde seu nascimento o observa e nota que precisa de ajuda.



Eu estava sentada com um menino de 3 anos me encarando e tinha mais medo dele do que jamais tive de seu pai alcoólatra. 

A constante busca por auxílio com o serviço social colocaram a pequena família de Olav no caminho de um orfanato. Aparentemente a mãe não teria condições de criar um jovem com tendências à violência e um temperamento tão forte que ameaçava as crianças ao redor. Seria ele apenas uma criança incompreendida e que vivia em seu próprio mundo?

Sempre quando ele demonstrava ser bom em algo, dominar alguma coisa, eles conseguiam transformar em algo negativo que geralmente era culpa minha.

Aos poucos o leitor terá a possibilidade de conhecer este menino incompreendido, porém no meio de tantas descobertas há um assassinato. 

Agnes, a diretora rígida e que tentava colocá-lo nos moldes que acreditava ser o correto, tem sua vida ceifada após ser atacada por alguém em sua própria casa. Nenhum dos moradores do orfanato viu algo suspeito, tão pouco possuem provas para incriminar alguém, porém o jovem rebelde desaparece e passa a fazer parte da investigação conduzida pela polícia.

Você não faz a menor ideia de como ele é ou como vivencia o mundo. Ele fugiu porque odiava ficar lá. Ele queria vir para casa! Para casa, entende? Aqui! Pode não parecer muito uma casa, mas eu sou a única pessoa que Olav ama no mundo.

Olav tem uma história de vida conturbada, mas seria possível que um garoto com tantos medos fosse capaz de ter coragem suficiente para assassinar a diretora do orfanato? Será que ninguém mais naquela casa teria motivações mais concretas?

Admito que minhas perguntas foram respondidas rapidamente e desconfiei dos personagens certos, porém quando acreditei que tudo já estava solucionado nesta minha mente de apaixonada por romances policiais, surgiu algo capaz de me chocar e fazer repensar a orientação da minha própria investigação.

A leitura que na maior parte do tempo transcorreu de forma morna e sem grandes revelações capazes de me deixar boquiaberta, ganhou fôlego nas últimas páginas, exatamente quando eu imaginava que não teria nada de novo e capaz de me surpreender.

A narrativa é descomplicada, por vezes pode provocar uma leve sonolência, mas apresenta elementos suficientes para manter o leitor acordado, principalmente com a proximidade do final. Capaz de provocar um misto de sentimentos, confesso que ainda não sei se estou surpresa ou comovida.




10 comentários

Comentários
10 Comentários
  1. Nossa que enredo bacana esse livro tem!
    Amei o seu resumo e ponto de vista!
    Esse tema policial deve mesmo prender o leitor..

    ResponderExcluir
  2. Nossa, parece bem intenso.
    Não sei se colocaria nas prioridades de leitura, mas quem sabe, né?
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  3. Mas gente, só de ler já dá um medinho. rs Parece bem interessante a história.

    http://www.bugigangaznet.com

    ResponderExcluir
  4. Opa! Me parece um bom livro.
    A resenha me deixou curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  5. Menina! Que nome de livro é esse que já fiquei com medo! Fiquei muito curiosa pra saber a historia, tem impressão de ser triste!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei curiosa sobre ele, gostei muito do seu post. Embora admita que ele não é bem o estilo que gosto de ler, mas gostei bastante mesmo da sua resenha.

    ResponderExcluir
  7. Muito legal esse livro, apesar de eu não conhecer a história por completo, mais sua resenha me deixou com uma vontade de ler mais. Vou colocar na minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  8. Gostei da resenha e com certeza eu leria. Adoro essa pegada de investigação policial e fica mais interessante quando envolve uma criança. Deve ser muito bom! bjs Verônica Alves

    ResponderExcluir
  9. Nossa parece ser muito interessante esse livro. Tem suspensa, assim ficamos pregadas no livro pra poder desvendar algum mistério. Valeu . Bjs

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse, amo quando se tem um mistério a desvendar na história, o suspense torna a expectativa ainda maior mesmo em livros com algumas partes mornas, gostei da resenha, se tiver oportunidade vou ler esse livro.

    ResponderExcluir