O menino do pijama listrado

Publicado por 13.11.17


Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz ideia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 
Autor(a): John Boyne | Editora: Seguinte | Páginas: 320 | Ano de lançamento: 2017

Esta é a terceira vez que leio esta história e posso dizer, sem dúvida alguma, que a emoção que estas páginas carregam ainda me envolvem como se fosse a primeira leitura. John Boyne construiu uma história tão rica, com personagens tão puros que não consigo me aproximar de Bruno e Shmuel sem deixar que uma lágrima caia.

Para quem não conhece ainda, esta é uma história sobre o holocausto contada de uma forma mais infantil, para não dizer pura. Não espere encontrar homens lutando até a morte, ou corpos jogados pelo chão, mas sim duas crianças em lados opostos que nada entendem sobre o que está acontecendo.
Temos que procurar fazer o melhor de uma situação ruim.
Bruno tem nove anos, é curioso e sonha em ser explorador. Obrigado a deixar seus amigos para trás e se mudar para uma casa que detesta, por causa do trabalho de seu pai para o exército, ele busca meios de se divertir em um lugar onde não existem crianças, apenas adultos e os soldados de seu pai.
Nossa casa não é uma construção, ou uma rua, ou uma cidade, ou coisa alguma tão artificial quanto os tijolos e a argamassa. O lar é onde mora a família de alguém, não é mesmo?
Do outro lado da cerca existe Shmuel, um menino da mesma idade de Bruno, mas com seu futuro traçado e seu uniforme listrado sujo. Em meio a muitas pessoas com o mesmo destino, o menino não entende o motivo de estar preso com todos aqueles outros, mas aprende da pior forma como o ser humano pode ser cruel.
Bruno, às vezes há coisas na vida que temos de fazer e não temos escolha a respeito delas.
Em meio às explorações de Bruno este acaba conhecendo Shmuel. A amizade que une os dois é tão bonita, sem rivalidade e sem a imposição de raça pura que os adultos criaram. Apenas uma amizade sincera. Cada um de um lado, criando laços mesmo com uma cerca entre eles. Uma lição para quem desiste diante de obstáculos.
Não torne as coisas piores, pensando que dói mais do que você realmente está sentindo.

Esta nova edição em capa dura e repleta de ilustrações magníficas, deram um ar ainda mais emocionante à obra. Visualizar os meninos, o centro de concentração e os soldados com fisionomia cruel deram à esta história ainda mais veracidade. Não posso deixar de imaginar nos vários Bruno e Shmuel que existiram naquele período, quantas crianças tiveram suas inocências roubadas e seu futuro traçado por pessoas desconhecidas?

Sem dúvida alguma é uma obra que nos faz refletir e nos mostra que nossas ações possuem consequências, podendo cair sobre quem mais amamos.

Leia esta bela história de amizade, apaixone-se, envolva-se e deixe a emoção tomar conta.



28 comentários

Comentários
28 Comentários
  1. Já vi esse filme umas 3 vezes e sempre morro de chorar, a história é muito triste e nos envolve muito no contexto.

    http://blogvinteprimaveras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. sempre olho ele, mas nunca tenho coragem de asistir, sei lá já ou o falar um pouco dele parece meio triste e não gosto de filmes assim

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca assisti acredita?? parece ser muito triste, ja sei que vou chorar horrores, mas vou assistir...

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? AI MEU DEUS, eu necessito dessa edição, que coisa mais linda!!! Já li o livro e amei, é um dos meus preferidos da vida... Adorei tua resenha, fiquei com vontade de reler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem?
    Eu apenas vi o filme e confesso que fui levada as lagrimas! Tenho muita curiosidade de ler esse livro afinal parece ser ainda mais emocionante que o filme, essa edição está incrível.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Amo esse livro.
    Assisti o filme antes de ler o livro.. . Mas o filme não deixa a desejar. Triste mas um filme que merece ser visto.

    ResponderExcluir
  7. Até hoje eu não tive coragem de ler esse livro. Já assisti ao filme, apenas uma vez, mas meu coração doeu tanto, por saber que, mesmo não sendo uma obra baseada em um fato, é baseada na história e pessoas sofreram assim, crianças sofreram assim. Tenho vontade de ler, para saber como é o livro, mas tenho ainda muito receio, pois toda vez que penso nessa história, meu coração se aperta.
    Sua resenha, porém, ficou ótima e tenho certeza que irá deixar muitas pessoas curiosas, principalmente se não conhecem.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é perfeito. Amei que essa nova versão tem ilustrações. A capa ficou bem bacana, mas também gosto da antiga.

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não tive coragem de ler esse livro, assisti ao filme e chorei muito, tenho certeza que a leitura será ainda mais intensa. Achei essa edição comemorativa um espetáculo.

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho o livro, mas na outra versão, confesso que essa é mais bonita rsrs.
    Que livro maravilhoso, assim como achei do filme, chorei litros tanto na leitura quanto no filme. Essa temática sempre mexe comigo.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa já vi o filme dele e muito triste !Nunca lê o livro ,más concerteza teve ser emocionante.

    ResponderExcluir
  12. Que linda essa edição nova! Eu já li o livro e vi o filme, a história e maravilhosa mesmo. Me emocionei muito.

    Marianaviglio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu li esse livro umas cem trilhões de vezes e usei em sala de aula umas cem trilhões de vezes, também. é para o público jovem, mas não deixa de chocar.

    ResponderExcluir
  14. Olá, essa edição nova parece estar muito linda. É tão bom quando uma história nunca deixa de nos tocar, né?! ótima resenha.

    ResponderExcluir
  15. Oi, eu nunca li o livro, nem vi o filme, acredita? É que sei que o conteúdo é muito emocionante e triste, especialmente por que retrata uma triste realidade ocorrida. Parabéns pela resenha.



    http://missdiva.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oiii Alessandra

    Ainda não havia visto essa edição nova, achei linda demais, capricharam!
    A história desse livro é linda, ele é bem curtinho mas tão emocionante e bem narrado que impressiona.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Que edição linda!
    Lendo sua resenha fiquei com vontade de realizar a leitura que até então só conheço por causa do filme. Gostei muito da adaptação e pretendo realizá-la em algum momento.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Como você teve coragem de ler esse livro três vezes? Eu chorei tanto com o filme que não tive coragem de ler o livro. Tenho certeza que é muito mais completo e, por isso, mais emocionante, então, acredito que ficaria ainda pior com o livro do que me senti com o filme.
    De qualquer forma, a história é realmente belíssima e entendo sua emoção. Além disso, achei essa edição em capa dura maravilhosa.
    No entanto, apesar dos elogios, continuo sem querer ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi,
    Então sei que devo ser uma das poucas pessoas na Terra mas não sinto muita vontade de conhecer essa história e nem sei explicar o porque. Sei que também lançaram um filme sobre o livro, quem sabe um dia eu venha assistir.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    https://leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. olá gostei bastante da sinopse do livro e vou querer comprar pra ler ele até o final bjus..

    ResponderExcluir
  21. Que edição linda! Também acho O menino de pijama listrado uma das obras mais emocionantes que já li. Adoro ler histórias que são narradas pelos olhos de crianças. Outro livro que me tocou muito foi Fique Onde Está e Então Corra. Acho que John Boyne sabe colocar emoção em palavras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oii! Eu adorei essa nova versão de uma história tão emocionante, eu assisti apenas ao filme, mas tenho muita curiosidade de ler o livro. Sua resenha está ótima, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  23. essa edição nova é realmente muito bonita, a minha é dessa outra de listras... é uma história tocante e sensível... preciso reler qualquer hora dessas...
    bjs...

    ResponderExcluir
  24. Olá!

    A capa nova é muito mais bonita que a anterior, mas ainda não tive o prazer de ler, quem sabe mais adiante, com certeza é um livro lindíssimo!

    ResponderExcluir
  25. Eu já assisti o filme é é muito chocante e triste, nem sei se leria a história de novo

    ResponderExcluir
  26. Eu vi essa edição na livraria um dia e achei linda, nunca li, vi apenas o filme, na época eu fiquei um pouco revoltada com o final... Não tive coragem de tentar de novo porque já fui muito julgada pela minha opinião haha

    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  27. Olá,

    Chame-me de sem coração, mas ao contrário de muitos, não chorei lendo esse livro e nem mesmo senti algo parecido a tristeza, fiquei chocada com o final e achei uma sacanagem hahaha. Eu gostei de fazer essa leitura, porque depois que peguei embalo não quis mais largar. Essa nova edição está magnífica #quero.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir