Querido John

Publicado por 30.10.17


Sinopse: Após uma juventude de rebeldia e bebedeira, John Tyree decidiu dar início a um novo capítulo em sua vida e se alistou no Exército. Um ano depois, agora um novo homem, ele retorna a Carolina do Norte para passar um tempo com o pai. Uma tarde, ele conhece a garota de seus sonhos. Além de ser linda, Savannah é amigável, de sorriso fácil, um exemplo de boa conduta e altruísmo. Um sentimento arrebatador nasce entre os dois.No entanto, John precisa voltar para a Alemanha a fim de concluir o serviço militar. Savannah decide esperar por ele, enquanto o jovem soldado promete que, após esse período, vai ficar para sempre ao lado da mulher que conquistou seu coração. O que nenhum dos dois poderia esperar eram os eventos do 11 de Setembro. Enquanto John entra em combate no Iraque, Savannah precisa reunir forças para superar a dor da distância. Nesse cenário de saudade e incertezas, uma simplescarta pode mudar a vida dos dois para sempre.
Autor(a): Nicholas Sparks | Editora: Arqueiro | Páginas: 256 | Ano de lançamento: 2017

As histórias escritas por Nicholas Sparks costumam me proporcionar sentimentos distintos em um simples virar de páginas, mesmo que em alguns momentos eu consiga prever o que está por vir, ainda assim o autor tem o dom de me envolver e me apaixonar por seus romances.

John é um jovem com uma vida comum, sem grandes perspectivas e que conta apenas com seu pai como família. A relação entre estes dois merece um destaque nesta resenha, já que inicialmente me incomodou um pouco a forma como John regia às diferenças que seu pai apresentava dos demais, mas aos poucos, conforme ele foi compreendendo que o homem ao seu lado era único e especial dentro de suas particularidades, o jovem subiu muito no meu conceito.
No entanto, eu me importava com meu pai. Compreendi que ele era afetado por uma condição e tinha formado um conjunto de regras que o ajudava a se encaixar no mundo. E, mesmo com essa dificuldade ele encontrara um caminho para que eu pudesse me tornar o homem que eu era. Para mim, isso era mais do que suficiente. Ele era meu pai e tinha feito o melhor que podia
Em um dia como qualquer outro, John e Savannah acabam sendo unidos pelo destino, graças a um pequeno incidente com a bolsa da moça. A partir de então os dois começam a se aproximar, dando início ao que aparentaria ser apenas mais um romance de verão, arrebatador, apaixonante, intenso, mas com data marcada para terminar.

O romance dos dois precisará enfrentar alguns obstáculos pelo caminho, mas sem dúvida alguma o maior deles será a separação que a guerra causará entre eles. John se juntou ao exército e defenderá seu país e entre um retorno e outro há a promessa da troca de cartas entre eles. A distância não parece ser forte o bastante para diminuir um sentimento tão puro e forte que os aproximou.
Você é um herói e um cavalheiro, é gentil e honesto; porém, mais do que isso, é o primeiro homem que amei. E não importa o que o futuro trará, você sempre será, e sei que minha vida será melhor por causa disso.
A história é narrada pelo nosso jovem protagonista, sua visão sobre os fatos mostram como ele foi amadurecendo com o passar o tempo e como a guerra modifica as pessoas. Essa proximidade com John através de sua escrita me tornaram sua cúmplice, sentia a todo instante como se fosse um ombro amigo ouvindo sua complicada e intensa trajetória.

Graças a essa nossa amizade fictícia, acabei desenvolvendo algumas implicâncias com a Savannah. Não posso dizer quais foram, mas acho justo dividir com vocês o fato de ela ter me decepcionado por causa de determinadas decisões.

O autor continua construindo personagens marcantes que sofrem como qualquer outra pessoa real, o romance é tão conturbado quanto os que vivemos, mas claro que ele acrescenta alguns toques de drama para partir nosso coração ao concluir a leitura.



7 comentários

Comentários
7 Comentários
  1. Eu tenho este livro na edição antiga e claro que amo de paixão, e claro que eu queria está capa que é muito mais bonita do que a anterior.
    Amo o livro, assim como amo o filme. Acho que foi uma das últimas obras do Sparks que eu li e tenho mais uns 3 na estante aguardando a vez.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, é muito bom quando lemos algo que nos sentimos envolvidos na trama, ainda não li Querido John, mas anotei a dica.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é maravilhoso assim como todos os outros desse autor, você ja leu uma carta de amor? Também é muito lindo

    ResponderExcluir
  4. Oii! Eu ainda não tive a oportunidade de ler nenhua obra do Nicholas, mas tenho muita curiosidade haha. Eu já assisti ao filme e confesso que me emocionei bastante com alguns acontecimentos. Também me indignei com as decisões da Savannah. A sua resenha está incrível e me deu vontade de conferir o livro e ler com mais detalhes a perspectiva do John. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito dos livros do autor, ainda não li esse e morro de vontade, mas assisti ao filme e gostei bastante. Gostei também da sua resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Definitivamente já me conformei que Nicholas Sparks não é para mim nas leituras. Esse é um dos que mais tenho vontade de ler, por causa do filme, porém a escrita dela não me agrada, e olha que amo romance. Espero um dia mudar isso. Sua resenha está ótima! Gosto dessas novas capas que a Arqueiro está trazendo.
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu não gosto de romance e realmente não sou uma pessoa que lê Nicholas Sparks, mas acho que, de todas, essa é a história mais bonita que ele escreveu. É bem tocante e delicada.

    ;*

    ResponderExcluir