O beijo traiçoeiro

Publicado por 15.9.17


Sinopse: Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.
Autor(a): Erin Beaty | Editora: Seguinte | Páginas: 440 | Ano de lançamento: 2017

Sage, a jovem protagonista desta história, é uma menina a frente de seu tempo. Enquanto todas as moças sonham com o príncipe encantado e aceitam os casamentos arranjados por uma casamenteira, ela quer subir em árvores, dar aulas e nada de casamento, ela não precisa de um homem ao seu lado para lhe dizer como deve se comportar, tão pouco para servir a ele.

É por causa destas características distintas e marcantes, que Sage acaba mostrando à casamenteira, e aos seus tios, que ela nunca irá casar, afinal não é tão bela quanto as demais e tão pouco aceitaria que alguém decidisse as coisas no lugar dela.


Mas calma, este não é apenas mais um romance de época com a mocinha rebelde e o príncipe garanhão encantado. Nesta trama os acontecimentos caminham para outro lado, o da espionagem. Como Sage não vai casar, ao menos conseguiu um emprego com a casamenteira, já que a sua perspicácia e capacidade de observar tudo ao seu redor seria útil para descobrir os segredos que envolvem os pretendentes das mocinhas.

Espera, ainda parece que estou falando de um romance bobo com meninas apaixonadas? E se eu lhe disser que no meio da organização desses casamentos há alguém traindo a confiança do rei, soldados armando emboscadas, pessoas em perigo e que Sage pode ser a ajudante perfeita para solucionar os problemas de guerra?
Nem todas as batalhas são combatidas o campo, milady. O duque D'Amiran é um homem ambicioso, e as pessoas falam mais na companhia de vinho e belas damas.
O livro foi apresentado como sendo uma união de Jane Austen com espionagem, acredito que ele conseguiu cumprir seu papel, apesar não ter sido tão envolvente quanto eu esperava. Em alguns momentos a leitura começa a ficar um pouco arrastada e lenta, como se não fosse chegar a lugar algum, digo isso especialmente pelo começo, mas aos poucos (e lentamente) a narrativa parece ganhar vida e movimento ao introduzir ação às páginas.
Representamos vários papéis ao longo da vida... isso não significa que todos sejam mentira.
A autora construiu uma trama bem amarrada e que mesmo se tratando do primeiro livro de uma série, possui um fim, encerrando os pontos principais, mas deixando abertura para uma continuação.

Caso você busque uma protagonista determinada, Sage pode ser uma ótima opção, mas tenha em mente que ela poderá ser um pouco azeda em alguns momentos, principalmente ao se mostrar superior às mocinhas doces que sonham com o príncipe encantado. Mas não se engane, por mais dura que ela possa parecer, ainda possui um coração que pode ser preenchido com muito amor.


0 comentários

Comentários
0 Comentários