A hora do lobisomem

Publicado por 5.9.17


Sinopse: O primeiro grito veio de um trabalhador da ferrovia isolado pela neve, enquanto as presas do monstro dilaceravam sua garganta. No mês seguinte, um grito de êxtase e agonia vem de uma mulher atacada no próprio quarto. Agora,a cada vez que a lua cheia brilha sobre a cidade de Tarker’s Mill, surgem novas cenas de terror inimaginável. Quem será o próximo? Quando a lua cresce no céu, um terror paralisante toma os moradores da cidade. Uivos quase humanos ecoam no vento. E por todo lado as pegadas de um monstro cuja fome nunca é saciada. Um clássico de Stephen King, com as ilustrações originais de Bernie Wrightson.

Autor(a): Stephen King | Editora: Suma | Páginas: 152 | Ano de lançamento: 2017


Aos que estão acostumados com as narrativas intensas e profundas de Stephen King talvez se decepcionem um pouco com esta obra, tão curta, rápida e rasa que poderia facilmente compor um livro de contos.

King apresenta ao leitor um ser que age por impulso e necessidade, que sempre quando surge acaba por matar alguém. Quem nunca ouviu falar em lobisomens e em como eles se transformam com a chegada da lua cheia? Esta transformação e o impacto dela sobre o homem que vira lobo é descrita de forma superficial, porém não menos forte.


As mortes continuam sendo bem descritas. Se são assassinatos que você quer em um livro, então com certeza gostará deste, mas se busca uma história mais complexa que desafie sua imaginação, provavelmente não dará nota máxima à leitura.

Há um mistério, como em todas as obras do autor, neste caso o que se busca descobrir é a origem das mortes, quem está atacando as pessoas e tirando-lhes a vida? Apesar de ser um pouco previsível, a identidade do lobisomem será revelada apenas ao final, mas não se preocupe, a leitura é rápida e logo poderá perceber se estava certo em suas suspeitas.


O livro é dividido por meses, relatando exatamente o dia em que o monstro ressurge em busca de sua próxima vítima. Não há descrição do que acontece entre estes períodos, o que dificulta a criação de vínculo com qualquer um dos personagens, que são apresentados apenas quando estão prestes a serem mortos. 

A nova edição publicada pela Suma conta com ilustrações incríveis, que retratam perfeitamente a obra e seus momentos. Ao final há uma parte extra, onde quatro ilustradores representaram suas cenas preferidas da história.





6 comentários

Comentários
6 Comentários
  1. Olá,não conhecia esse trabalho do King, e a gente até estranha essa falta de profundidade, pois seus livros geralmente são bem intensos. Acredito que seja uma leitura para o final de semana ou sem muitas pretensões. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayco,
    Sou fã das histórias do autor, porém não conhecia essa e pelo que li ela parece ser meio "fraquinha" em relação as outras ne? Uma pena. Mas falando de King, você viu que vai estrear a refilmangem do It dele, estou ansiosa para assistir, esse promete nos causar calafrios. Inclusive outra coisa do autor, fomos ver no cinema a Torre Negra dele semana passada (inclusive vai sair resenha essa semana sobre o filme) e posso dizer que foi legal, não li os livros então não tenho um parâmetro muito bom para comparar, mas curti a história e se conseguir quero conhecer mais.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    https://leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada de King, mas tenho muita vontade de conhecer sua escrita. Fiquei um pouco receosa com a narrativa rápida e rasa citada por você, mas a premissa da história me despertou curiosidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mayco!
    Ainda não li esse livro e quando o fizer já vou com as expectativas mais contidas para não rolar decepção. Gosto muto do King e de suas histórias sempre tão surpreendentes, acho que encontrar uma história mais rasa não é bem o que a gente espera quando pega algum livro dele para ler, né?
    A história parece ser legal e, apesar da brevidade, deve ter sido uma leitura boa (até hoje não li nada de King que não tenha gostado). :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    já tentei ler um livro do King, mas acabei abandonando, mas pretendo voltar a ler muito em breve. Quanto a esse não me senti atraída, como você disse parece ser bem previsível, e isso me desanima um pouco. A edição está linda e a ilustração perfeita. Gostei da resenha, muito bem escrita e sincera!

    beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto muito do King, apesar de ser bem medrosa para ler os seus livros. Quando vi essa edição, fiquei apaixonada e apesar dos pontos que você citou, estou bem curiosa para ler.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir