A casa do lago

Publicado por 27.9.17

Sinopse: A casa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre. Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.
Autor(a): Kate Morton | Editora: Arqueiro | Páginas: 464 | Ano de lançamento: 2017

Ao olhar a capa talvez o leitor pense se tratar de algum livro de romance, com uma personagem delicada e romântica, porém este é um grande erro. Em a casa do lago, a autora desenvolveu um suspense onde fatos do passado se misturam com os do presente e tudo pode acontecer.

Há muitos anos uma família vivia feliz em sua casa do lago, todos seguiam sua vida normalmente e estavam envolvidos com a preparação de uma grande e conhecida festa, porém algo inesperado acontece e o pequeno Theo desapareceu. Não há sinal de rapto, mas o menino não poderia ter fugido, afinal, ele ainda estava aprendendo a caminhar. Uma grande perda acompanhada de um grande mistério que não vou desvendado na época.

Muitos anos depois Sadie, uma detetive que precisou de afastar do trabalho, decide passar um tempo na casa do avô e durante uma caminhada acaba chegando à casa do lago. Isso mesmo, décadas se passaram e a família Edevane volta a ter sua história comentada e revirada. O que teria feito com que os pais desistissem da procura pelo filho e abandonassem a casa? 


Sem dúvida alguma esta história poderia ser incrível, envolvente e repleta de surpresas, porém me senti imersa em uma narrativa cansativa e por vezes entediante. A autora se utilizou de muitos detalhes para caracterizar tudo, quando digo tudo não estou exagerando, até o material do potinho do cachorro é informado. Talvez essa descrição em excesso não incomode alguns leitores, mas eu sou do time que dispensa detalhes que não interferem na história.

Outro fator que poderia ser melhor explorado foi o suspense que rodeia estas páginas. O desaparecimento do menino poderia ser algo grandioso, surpreendente e arrebatador, mas conforme as peças começam a se encaixar a realidade que envolve este mistério se mostra simples e fácil de prever. 

Mas tem algo que eu não posso negar, os personagens são ricamente construídos e se destacam e meio a tantas descrições, se mostrando fortes, independentes e com segredos muito bem escondidos. Com o passar dos anos é possível compreender que a jovem Alice, sonhadora e apaixonada, não desistiu de seus objetivos, mesmo após algumas decepções que a vida colocou em seu caminho. Aos poucos também se torna interessante conhecer melhor a mãe desta família, que inicialmente parecia sem graça, mas que tem muito a revelar.

Enfim, talvez por eu ter criado expectativas e ter me cansado com os detalhes, acabei não me envolvendo na medida certa e por isso o final não me agradou, pelo menos não ao ponto de eu ficar satisfeita com a conclusão. Isso não significa que o livro seja ruim, afinal, vi diversas resenhas positivas sobre ele, é mais questão de ter o perfil de leitura adequado. Se eu soubesse que ele era rico em detalhes provavelmente não o teria lido, porém sei que muitas pessoas preferem narrativas repletas de informações.


13 comentários

Comentários
13 Comentários
  1. Eu quase comprei esse livro na bienal do livro esse ano, mas como a lista tava gigante já, acabei deixando a oportunidade passar. Sou uma dessas pessoas que ama um suspensezinho e ama detalhes, então, acho que isso não me incomodaria. O livro tá na lista e, uma pena que não tenha te surpreendido e nem agradado tanto...

    Beijinhos,
    http://literaleitura2013.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiê!
    Já tinha lido outra resenha a respeito desse livro e confesso que fiquei bem intrigada! Você acabou me alertando para o fato do suspense não ser tão explorado, algo que já me deixou com o pé atrás... Mas ainda quero fazer essa leitura! =)

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Já suspeitasse que fosse um suspense por conta do título, é a primeira resenha do livro que leio e achei interessante, uma pena que não alcançou todas suas expectativas... Que bom que os personagens foram bem construídos, isso é um baita ponto positivo.
    Amei as fotos e adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho curiosidade com esse livro, mas não criei altas expectativas com ele. Gostei muito da sua sinceridade na resenha e espero ler a obra em breve para entender melhor a história e ver se ela realmente vai me agradar, espero que sim.

    ResponderExcluir
  5. Nunca imaginaria que se tratasse de um suspense! Romances de Época não são muito a minha praia, mas com certeza este seria uma exceção! Vou buscar mais sobre ele. Obrigada pela dica. bjs

    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou muito fã de romances de época, mas pode ler tranquila, pois este não é um livro do gênero. :D

      Excluir
  6. Oi, Alessandra! Confesso que também pensava que a obra se tratava de um romance e foi uma surpresa e uma maravilha saber que a história possui um pouco de suspense, mesclando o passado e o presente. Adoro livros nesse estilo e já vi que irei gostar bastante. Sua resenha está ótima, dica anotada. Bjss!

    ResponderExcluir
  7. Por algum motivo, esse livro sempre me passou uma impressão muito diferente do que ele realmente é. Acho que é a capa dele.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Oiii!

    Eu quase solicitei esse livro, mas daí eu vi que tinha muita descrição e acabei deixando de lado. Gostei da sua sinceridade ao falar do livro... Mas não leria não...

    Beijnhos,

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Eu também sou do time que não gosta de muito detalhamento, mas não leio suspense e não sei dizer se é realmente necessário para o desenvolvimento ou não, mas para mim o que importa é o diálogo e uma ambientação bem feita, muito detalhes me cansam. Obrigada pelo aviso, pois compraria sem pensar duas vezes achando que se trata de um romance rs.

    Adorei sua resenha.

    Beijos e Sucesso!

    ResponderExcluir
  10. Oi Alê; já li várias resenhas desse livro tem suspense que gosto, mas sempre achei que fosse uma narrativa que não me agradaria e com a sua resenha acabei de confirmar que realmente não lerei o livro, ainda que os personagens tenham sido ricamente construídos, como vc destacou.
    Parabéns pela resenha sincera.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu não imaginei que fosse romance apesar da capa, rs, mas também não sabia do que se tratava. Até gostei da premissa e quero ler no futuro, mas acho melhor não criar expectativas né?
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem? Eu não me interessei pelo livro, pois não gosto muito do gênero policial. Histórias de desaparecimento não me atraem muito. A capa é muito linda, mas esperava outra coisa, algo mais "girl power". Mas gostei dos pontos que mencionou. Adoro quando o autor consegue construir bem os personagens; eu acredito que personagens bem estruturados conseguem sustentar uma história fraca, se for preciso.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir