Um dia de cada vez

Publicado por 4.8.17

Sinopse: As mulheres Barringtons formam uma família atípica: a famosa escritora Florence Flowers é uma viúva cheia de vida que está namorando em segredo um homem 24 anos mais novo que ela. Jane, sua filha mais velha, é uma das maiores produtoras de Hollywood e vive há dez anos com sua companheira, com quem planeja ter um filho. A caçula, Coco, é a ovelha negra da família – trocou a faculdade de direito e o glamour de Los Angeles por uma vida simples numa pequena cidade no litoral norte da Califórnia, onde ganha a vida trabalhando como passeadora de cães. 

Autor(a): Danielle Steel | Editora: Record | Páginas: 294 | Ano de lançamento: 2017 | Compre aqui: Amazon 

Este foi o primeiro contato que tive com a escrita da autora e ainda bem que não me deixei influenciar pela avaliação deste livro no skoob, senão provavelmente teria perdido uma experiência muito bacana de leitura.

Nesta obra a autora nos apresenta três mulheres totalmente diferentes, mas que estão unidas pelos laços sanguíneos. Florence, a matriarca da família, é uma escritora bem sucedida, famosa, com uma vida financeira muito boa e que impressiona a todos por sua beleza. Jane é a filha mais velha, determinada, com personalidade forte, bem sucedida como uma das maiores produtoras e às vezes meio grossa com a irmã caçula, Coco, que por sua vez optou por se distanciar de todo glamour que rodeia sua família famosa, trabalhando como passeadora de cães e morando em uma casa humilde, chamada de barraco por sua mãe.

As três mulheres da família Barrigntons são fortes à sua maneira, não são do tipo que levam desaforo para casa, mas também sabem pedir desculpas quando é preciso. Gostei de conhecer estas personagens e de me aproximar de suas histórias. Apesar de achar que algumas vezes a Coco sofria um pouco com a forma dura como as demais a tratavam, fiquei empolgada ao perceber que ela não faria o papel de mocinha frágil.


A caçula me surpreendeu com sua personalidade e força de vontade, principalmente após se apaixonar pelo ator mais conhecido no mundo todo. Leslie, o ator e nova paixão de Coco, foge um pouco do perfil que galãs que encontro nos livros de romance. Ele é lindo sim, bem sucedido e famoso, mas em nenhum momento pareceu ser aquele estilo riquinho esnobe que se acha o melhor do mundo, pelo contrário, senti humildade neste personagem, que por diversas vezes agiu como um homem normal, sem ostentar a posição que possuía. 

O romance dos dois é algo óbvio, logo no início o leitor já consegue prever que isto acontecerá, muito comum para o gênero. Porém a forma como os dois relacionam, a intensidade, respeito entre eles me fez sentir que estava lendo algo diferente. Não encontrei aquela frescura de mocinha sofredora, nem do bonitão que exalta suas qualidades, mas sim algo mais maduro e interessante. Os obstáculos que Coco precisa enfrentar se quiser ficar com Leslie não é nada absurdo, mas a deixará em dúvida.

A história mantem alguns clichês básicos do gênero, mas nem por isso perde seu encanto. Fui positivamente surpreendida com este livro, me envolvi mais do que esperava e a leitura acabou fluindo de forma rápida e leve. 

0 comentários

Comentários
0 Comentários