Tudo e todas as coisas

Publicado por 2.8.17


Sinopse: Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua.A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.
Autor(a): Nicola Yoon | Editora: Arqueiro | Páginas: 280 | Ano de lançamento: 2017 | Compre aqui: Amazon

Minhas expectativas estavam nas alturas após saber do lançamento do filme inspirado nesta obra. Sou atraída pela possibilidade da história ser tão incrível que mereça ir para as telas do cinema.

Eu esperava algo arrebatador, envolvente e emocionante, afinal, a protagonista tem uma doença rara que a mantém presa em sua casa desde muito nova. Madeline é alérgica a tudo e um simples aperto de mão pode causar sérios problemas a sua saúde, porém apesar de ter apenas 17 anos e estar em uma fase da vida onde muitos adolescentes seriam rebeldes, a protagonista parece conformada com sua condição. Esse conformismo me decepcionou um pouco, talvez se ela tivesse demonstrado que queria conhecer o mundo lá fora, tentasse escapar em alguns momentos, o resto da história teria parecido mais convincente.

Porém a vida de Maddy muda com a chegada dos novos vizinhos, principalmente por causa de Olly, que desperta seu interesse logo de imediato. Ao vigiar os hábitos da família ao lado, a protagonista começa a iniciar contato com o garoto misterioso, que acaba sendo o primeiro amigo que ela tem, além de sua mãe e enfermeira.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.
É a partir deste momento, da aproximação de Madeline com alguém de fora da casa, que a faz querer mesmo conhecer o mundo, independente do risco que isso possa lhe trazer. Porém como a mudança, pelo menos para mim, pareceu forçada e rápida, não consegui torcer para que desse tudo certo nessa nova jornada.
Às vezes você faz as coisas pelos motivos certos e outras pelos errados. Há ainda aquelas vezes em que é impossível saber a diferença.
Me decepcionei no quesito romance, esperava algo mais forte para justificar as decisões da protagonista, também não fiquei com aquele sentimento de pena pela doença da Maddy, afinal, ela mesma aparentava estar tranquila.

Em suma, é um livro com muita cara de sessão da tarde, um pouco morno, mas legal. O desenrolar da história até se mostra interessante, mas não foi o suficiente para atingir as minhas expectativas.

Se você busca uma leitura mais leve, com capítulos curtos e narrativa ágil, talvez Tudo e todas as coisas seja uma boa opção. 






5 comentários

Comentários
5 Comentários
  1. Quero muito assistir esse filme... adoro filmes romanticos

    ResponderExcluir
  2. Sério mesmo? Eu não esperava um filme morno e também esperava um romance mais arrebatador. Eu crio expectativas quando um livro vira filme e o ruim é isso, acaba não sendo tudo o que fantasiamos.

    ResponderExcluir
  3. Estou louca para assistir esse filme e sempre enrolo. kkkk... o livro deve ser sensacional.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curiosa para ler o livro e assistir ao filme mesmo sendo morno me pareceu bem interessante.
    Bjs
    www.jaquelinefernandes.com.br

    ResponderExcluir