O segredo de Heap House

Publicado por 1.8.17


Sinopse: Um livro espetacularmente esquisito, cheio de magia, humor astuto e personagens melancólicos e bizarros.
Clod é um Iremonger. Ele vive nos Cúmulos, um vasto mar de itens perdidos e descartados coletados em Londres. No centro dos Cúmulos está Heap House, um quebra-cabeça de casas, castelos, cômodos e mistérios recuperados da cidade e transformados em um labirinto vivo de escadas e criaturas rastejantes. Uma tempestade está se formando sobre Heap House. Os Iremonger estão inquietos, e os objetos falantes estão gritando cada vez mais alto. Os segredos que mantêm a casa em pé começam a vir à tona para revelar uma verdade sombria capaz de destruir o mundo de Clod. Tudo, porém, começa a mudar quando ele encontra Lucy Pennant, uma órfã rebelde recém-chegada da cidade.
Autor(a): Edward Carey | Editora: Bertrand Brasil | Páginas: 384 | Ano de lançamento: 2017 | Compre aqui: Amazon

Todo Iremonger ao nascer recebe um objeto que deverá cuidar para sempre e se este for perdido ou danificado influenciará diretamente na vida de seu dono, e acredite, você não gostaria de ser um Iremonger sem seu objeto.

Através de uma narrativa simples, mas repleta de personagens diferentes e estranhos, a história caminha lentamente para a revelação de segredos importantes que sustentam as várias gerações desta família, mas antes de chegar ao ponto alto do livro, o leitor terá a possibilidade de conhecer um pouco de cada morador da casa e suas particularidades.
Sem dúvida, aquele era um lugar peculiar, cheio de comportamentos peculiares, mas pouco importa, pensei: as pessoas são peculiares.
Levei mais tempo do que esperava para concluir a leitura, pois senti uma dificuldade para reconhecer cada personagem, já que a narrativa é feita em primeira pessoa intercalando os narradores, logo, eu estava vendo cada Iremonger através do olhar de outras pessoas e acabava me confundindo, porém as ilustrações serviram como auxílio para que eu pudesse aos poucos me adaptar.


Aos poucos fui me aproximando desta família, mas não o suficiente para me sentir parte da história ou ansiosa por cada descoberta do jovem Clod, que tem o dom de ouvir os objetos de nascença. Claro que ao perceber que alguns segredos estavam prestes a serem descobertos, senti uma leve empolgação com a possibilidade de compreender diversas atitudes e costumes dos Iremonger, mas nada que me deixasse com a boca aberta e sem ar.
Tudo começou com a maçaneta, talvez terminasse com ela também.
A movimentação na história começa exatamente a partir do momento em um objeto de nascença é perdido. Lembra que falei que você não gostaria de ser um Iremonger sem seu objeto, então, a pessoa que perdeu o seu está sentindo na pele os efeitos de seu descuido, causando tumulto na casa e abrindo possibilidade para mistérios serem desvendados.

Posso dizer que este é um daqueles livros que transitam facilmente pela fantasia, drama, suspense e com breves toques humor, logo ele poderá agradar a um público mais amplo. 



7 comentários

Comentários
7 Comentários
  1. Gostei muito da capa, mas imaginei que trama seria bem sobrenatural mesmo.
    Tinha curiosidade mas o fato de ser em primeira pessoa e ter muitos personagens deu uma desanimada, já que sempre demoro para me acostumar com tantos e acho que a leitura acaba ficando lenta.

    Parabéns pela resenha!
    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  2. Que resenha maravilhosa e essa eu nunca li o livro mas fiquei curiosa PR saber mas da história ...

    ResponderExcluir
  3. Nossa amo livros com essa mistura de fantasia , drama , suspense e humor já quero ler vou providenciar ele .

    ResponderExcluir
  4. Nossa que história
    de tudo um pouco
    suspense é muito legal
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Uma história legal, pena ter tantos personagens isso acaba cansando.
    Mas acho que vale a leitura.
    Bjs
    www.jaquelinefernandes.com.br

    ResponderExcluir
  6. História fantástico suspense para ninguém colocar defeito gostei mesmo
    Bjo.
    http://keilyces.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir