O homem de São Petersburgo

Publicado por 31.1.17

Sinopse: A história pode estar prestes a mudar. 1914: a Alemanha se prepara para a guerra e os Aliados começam a construir suas defesas. Ambos os lados precisam da Rússia, que enfrenta graves problemas internos e vive na iminência de uma revolução. Na Inglaterra, Winston Churchill arquiteta uma negociação secreta com o príncipe Aleksei Orlov, visando a um acordo com os russos.
Autor(a): Ken Follett | Editora: Arqueiro | Compre aqui: Amazon. Submarino, Saraiva

Nesta história o leitor é envolvido por uma trama que antecede a primeira guerra mundial, uma atmosfera de tensão impera no ar e as alianças precisam ser feitas o quanto antes, principalmente se o outro lado quer ter a Rússia consigo nesta guerra.

O príncipe russo, Aleksei Orlov, se torna alvo de um plano para dificultar que acordos sejam firmados e que este se junte aos britânicos. Sua vida se encontra em constante risco e Feliks não medirá esforços para ir até o fim de sua missão.

Falando assim até é possível imaginar que seria uma tarefa fácil, afinal o anarquista se apresenta como um homem determinado e estrategista, mas na minha opinião ele era mais atrapalhado do que imaginava. Por diversas vezes ele se tornou o alvo e foi obrigado a fugir, estes momentos me faziam abrir um leve sorriso, afinal eu achava a situação cômica. Em um minuto ele estava prestes a assassinar o príncipe, segundos depois ele estava fugindo ao invés de atacar.

A perseguição e o plano de Feliks me deixaram empolgada com a leitura. O fato de não ser algo fácil de atingir e de apresentar falhas fez com que eu fosse convencida pela história, afinal dificilmente um plano sai 100% certo. 

Porém algo me incomodou nesta história. As personagens deste livro me incomodaram constantemente. Ok, entendo que era uma época onde elas eram reprimidas e por vezes alienadas, mas essa história de que por causa de um homem elas jogariam tudo fora foi demais para mim. Quando eu estava começando a acreditar que buscariam informações e direitos, BUM, decepção. A ingenuidade delas foi algo que eu ainda não superei.
É que muitas vezes ela se sentia fraca e estúpida, além de ser realmente ignorante. Agora, pensou: Se estudarmos, não seremos ignorantes; se pensarmos por nós mesmas, não seremos estúpidas; e se lutarmos juntas, não seremos fracas.
O leitor irá se deparar com uma trama bem construída, convincente e que mostra a hipocrisia da nobreza e a pobreza da época, mas que em alguns momentos dá uma leve escorregada e pode causar momentos de incômodo durante a leitura. Apesar destes "escorregões" eu recomendo a leitura aos que gostam de histórias que se passam em época de guerra e conflitos.



12 comentários

Comentários
12 Comentários
  1. Parece ser bom, não conhecia!

    Beijos,
    placestyle.com

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Gostei da sinopse e da capa do livro.
    A história parece ser muito interessante ☺
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Não é o tipo de livro que gosto de ler, mas parece ser um bom livro.

    ResponderExcluir
  4. Naõ conhecia esse livro mais me pareceu ser bom bjus😉

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, vou procurar saber. Parece ser bom!!!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia flor,adorei a dica e já vou atrás desse livro, adoro essas histórias de guerra, seja a primeira ou segunda.
    Até a próxima e um Beijo 😘
    Minhas Inspirações por Sara Menezes

    ResponderExcluir
  7. Parece ser muito bom, apesar de não fazer meu estilo me interessei após sua resenha.
    Bjs
    www.jaquelinefernandes.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito desse estilo de leitura, já anotei a dica.
    besitos

    www.blogmeamarro.com

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, achei a capa dele maravilhosa!
    Acho que não li nada ou quase nada sobre a primeira guerra mundial em livros que não seja de história, quero muito ler esse!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Embora meu perfil de leitura seja mais terror e romance, eu me interesso bastante por livros relacionados as guerras, cada um traz uma historia de contexto e pontos de vistas diferenciados é quase como se conseguíssemos conversar com as pessoas, fazer um entrevista. Beijos

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro, também não é o tipo de livro que tenho o habito de ler, mas tudo que é relacionado a guerra sempre me traz uma curiosidade e deu vontade de ler. Parabéns pela resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  12. Parece ser bom! Gostei da sinopse.
    Beijos ♥

    www.meumundonofundo.com.br

    ResponderExcluir