As cores da vida

Publicado por 4.10.16


Sinopse: As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, o amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, na verdade são inseparáveis. Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho da família e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza. Mas, sendo a melhor advogada da cidade, ela está determinada a lhe provar seu valor. Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade de todos – ainda que esconda os próprios problemas. E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração grande e indomável e é adorada por todos. Parece que em sua vida tudo dá certo. 
Autor(a): Kristin Hannah | Editora: Arqueiro

Desde que li um outro livro da autora há alguns anos desenvolvi uma necessidade em ler tudo o que ela escreve, infelizmente eu ainda não consegui fazer isso, mas a vontade permanece. Criei enormes expectativas quando li a sinopse de As cores da vida, mas durante a leitura eu tinha a sensação de que tinha algo errado.

A relação entre as irmãs é o ponto central desta história, por mais que outras situações se façam presente, ainda assim o que vai ditar o desenrolar da trama será o fortalecimento ou a fragilidade do relacionamento entre Vivi Ann, Winona e Aurora. Cada uma possui características bem distintas das outras, se completam e ao mesmo tempo se afastam como se fosse uma montanha russa repleta de altos e baixos.

Vivi Ann, a jovem cheia de energia que segue seu coração foi a que mais me encantou, porém no decorrer da história toda esse energia vai se apagando e me deixando em dúvida se "escolhi" a personagem certa. Winona, ao meu ver, foi a que mais manteve sua personalidade intacta, mesmo que eu não tenha gostado dela não posso negar que ela manteve sua essência. Aurora foi a todo o momento a mais calma, centrada e que mantinha o elo entre as irmãs, até parecia que não tinha sentimentos próprios, pois sempre se mostrava como a "irmã boa".
A todo o momento eu ficava na expectativa de que algo iria me surpreender, mas então algo acontecia e não me surpreendia. Dallas, o homem por quem Vivi Ann se apaixona e briga com a família em nome do seu amor, é um tanto quanto clichê. O cara mau, que todo mundo desconfia e que tem um histórico agressivo. Não vou contar o que acontece com ele que coloca à prova todo o amor de Vivi, mas posso dizer que já era esperado.

Enfim, a autora construiu uma história movimentada através de uma narrativa ágil e envolvente, mas sem aquela emoção característica de suas obras. Tem um pouco de tudo, mas não tem aquele sentimento arrebatador que faz o leitor desabar. É uma história legal, interessante e com altos e baixos, mas não foi o melhor livro que já li dela.



8 comentários

Comentários
8 Comentários
  1. Oie

    Exatamente isso que eu senti lendo esse livro.
    Fui arrebatada pela autoras em outros livros e tenho pra mim também de querer todos, mas esse, infelizmente ficou meio a desejar, faltou algo.
    Como você falou, uma boa história mas não a melhor.
    Gostei muito da sua resenha, falou exatamente como foi o livro pra mim.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Depois da sinopse e resenha posso dizer que só gostei do nome das irmãs kkkk Não deu vontade de ler não :/

    www.cantaremverso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!
    Conheço essa autora pelo incrível e maravilhoso "Jardim de Inverno", mas não gostei muito da premissa de As cores da vida... Talvez eu leia porque, como você, quero muito conhecer outras narrativas da autora, mas não me chamou a atenção... =/
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi, quando li a sinopse já fiquei meio desanimada em relação a historia e quando fui ler a resenha, o meu desanimo só aumentou, por isso, não pretendo ler esse livro da autora, já que a historia não cativa e não prende.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi Alessandra! Gosto muito dos livros da Kristin, e realmente ela nos faz desabafar diante de seus enredos tão belamente construídos. Uma pena que isso não tenha acontecido aqui. Pelo menos quando for ler, vou com menos expectativas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá, Alessandra! Já tinha visto a capa deste livro no Instagram e tinha curiosidade para saber mais sobre ele. Porém, lendo agora, confesso que a ideia da história não me cativou. A sinopse também me pareceu estranha, como se faltasse algo. Cheguei a ler de novo para ter certeza...rs
    Enfim... Com certeza outros leitores poderão gostar. ;)

    Bjs,
    Yohana Sanfer
    http://www.papelpalavracoracao.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Li um livro da Kristian e gostei muito, foi uma amiga que me indicou, e recentemente ela disse que esse livro As cores da vida era muito bom. A narrativa dela é bem legal. Vou tentar ler esse livro em breve. Bjkas

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Acredita que nunca li nada da autora?
    Mas não é a primeira vez que vejo uma crítica positiva desse livro e eu fiquei morrendo de vontade de ler, acho que seria uma ótima obra para conhecer a escrita da autora.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir