|Resenha| Olhos de Raposa - Fabrício Carpinejar

Publicado por 21.2.15


Sinopse: A Coleção Pedaços de Vida apresenta a biografia do olhar paterno. Nas crônicas temos Fabrício Carpinejar às voltas com os filhos Mariana e Vicente. São memórias da vida com os filhos, dos sentimentos despertados pela paternidade.

Autor: Fabrício Carpinejar | Ilustradora: Ana Pez | Editora: Edelbra

Recentemente postei na fanpage do blog meu amor pelos textos do Carpinejar, então não é segredo algum o fato de eu me sentir totalmente envolvida e compreendida por cada palavra escrita. Fico maravilhada com a capacidade que ele tem, mesmo não me conhecendo, de sempre permitir que eu me sinta parte do seu cotidiano.

Para quem ainda não leu minha opinião sobre outros livros do autor, que retratam um pouco de sua infância, é só clicar aqui e conferir que não é de hoje que o Fabrício me encanta. 

Nesta nova obra, o foco não será a infância do autor, mas sim a de seus filhos. O leitor poderá acompanhar, através de uma escrita impecável, os sentimentos, descobertas e até mesmo lembranças do Carpinejar, tudo escrito de uma forma clara, simples e envolvente. Me senti incrivelmente perto, como se eu tivesse presenciado boa parte das recordações.

As crônicas que se encontram nesta obra me fizeram ter um misto de sentimentos. Em determinados momentos sentia orgulho ao perceber o amadurecimento do Vicente, em outros me divertia com as lembranças do Carpinejar e a esperteza do pequeno. Houve momento em que me senti comovida ao notar o orgulho que a Mariana sentia de seu pai, assim como sinto do meu, ou então quando uma avó, tão legal quanto a minha, dava um presente singelo, mas especial ao neto.

Preciso dizer que sempre encontro nos escritos do Fabrício trechos que carrego comigo por um tempo, como se fossem uma mensagem para seguir minha vida. Calma, não estou dizendo que seus textos sejam de autoajuda, mas como eu disse anteriormente, me sinto tão próxima e envolvida que acredito que algumas frases foram escritas para mim.

Confundimos estar alegre com ser alegre. E o ano não muda se acreditarmos que alguma coisa deve acontecer para ser feliz. Nada precisa acontecer para que a felicidade venha. Ela já deveria estar dentro despertando a delicadeza. Não pode ser condicionada a um plano profissional, emocional e de saúde. Não será a lentilha ou a roupa branca que determinarão a conduta.
As ilustrações ficaram sob a responsabilidade da Ana Pez e devo-lhe os parabéns. O livro ficou lindo com as imagens combinando perfeitamente com os sentimentos que o autor transmitia.




12 comentários

Comentários
12 Comentários
  1. Que livro lindinho!
    Adorei a capa e achei muito legal a sinopse!
    Beijao
    Gio - Clube das 6
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie, Ale!
    Que livro lindo e delicado. Não conhecia o Fabrício, vou conferir suas outras resenhas sobre ele. Fiquei encantada com as ilustrações também. O quote que você postou é tão lindinho que printei e guardei na galeria do meu celular - além de no interior do meu coração.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando

    ResponderExcluir
  3. Oiii não conhecia esse livro nem o autor, mas achei muito lindo e delicado. Adorei a sua resenha também, parabéns

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Não conhecia o autor, mas mesmo depois da sua resenha animada e positiva, não fiquei muito curiosa para conhecer as obras dele. Quem sabe mais para a frente.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu também sou muito fã da escrita do autor, já li diversos livros dele. Tenho este que vc resenhou, recebi em parceria com a Editora, ainda não li, mas com a sua opinião, deu a maior vontade aqui de pegar o livro logo.

    Beijo, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu aprendi de uma forma bem gostosa, com livros maravilhosos, a gostar de contos/crônicas. Confesso que antes achava um saco ler um livro com várias histórias e tal, mas aprendi a apreciar isso, mesmo ainda não sendo meu tipo de livro favorito.
    Não conhecia o autor até agora e sua resenha ficou maravilhosa, fiquei bem curiosa. Achei muito interessante o fato de ele escrever sobre a infância dos filhos, claro que é mais fácil pela convivência, mas acho que falar de coisas que aconteceram com você mais fácil.
    Fiquei bem curiosa e já anotei, espero poder ler em breve!
    Beijossss,

    http://www.thousandlivestolive.com/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro e sua resenha me deixou extremamente curiosa. O livro realmente parece ser lindo e além de tudo, tocante.
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bom?
    Eu já conheço alguns textos do autor, mas nunca li nenhuma obra do autor. Todo mundo diz que ele consegue cativar e tocar o leitor e espero conhecer melhor os seus textos.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor!!
    Que novidade boa, realmente não conhecia a obra! Parece ser lindo, amo livros do estilo! Obrigada por apresentar uma novidade tão bonita! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu achei a capa muito fofa e a ilustrações são muito boas.
    Não fiquei louca para ler o livro, mas se a oportunidade vier, com certeza vou agarrar.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Eu particularmente não sou muito fã de livros de cronicas, porém as que estão nesse livro parecem ser otimas e bem escritas então espero poder der a oportunidade de conhece-las mais afundo.

    http://fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Também gosto muito da narrativa do autor e deve ser bem emocionante acompanhar seus sentimentos e emoções em relação aos seus filhos,e bem diferente também,estou tão acostumada a ler os textos dele sobre o amor que fquei curiosa paea saber como ele trata esse tema tão diferente do que ele geralmente escreve.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir