[RESENHA] Cartas dos mortos - Alex Martins

Publicado por 24.6.14

Autor: Alex Martins
Editora: Sollo - Selo Quimera
Sinopse: Como você encara a morte? Já pensou se você pudesse saber como as pessoas que já passaram por isso, encararam esse momento? Alex Martins nos leva a esse mundo sombrio, nos revelando várias facetas do tema através de cartas/depoimentos dos mortos.

Preciso dizer que não imaginava que existia um livro tão pesado e ao mesmo tempo comovente quanto este. Já li inúmeras obras onde os personagens morrem, ou até mesmo romances espíritas onde há contato com os seres após sua morte, mas até então não havia me deparado com algo que me deixasse tão tensa.

Meus pais culpam um ao outro por aquele terrível acidente de 12 de outubro, mas não adianta fazerem isso, nada me trará de volta a vida.

O livro é composto por cartas escritas pelos mortos, onde relatam como foram seus últimos instantes de vida, incluindo os sentimentos pelos quais passaram durante sua passagem. Para mim foi complicado ler a história de pessoas brutalmente assassinadas, pois o autor conseguiu retratar perfeitamente os acontecimentos ao ponto de eu desejasse que a dor daquelas pessoas acabasse logo.

São histórias que podem ter acontecido muito perto dos leitores, tamanha a realidade exposta pelo autor. Tornou-se impossível, pelo menos para mim, encerrar a leitura sem pensar em toda a brutalidade a minha volta ou até mesmo a pensar em como eu lidaria com uma perda de alguém que esteja próximo. Todas as cartas me comoveram e me fizeram perder o fôlego diante de cada palavra dura escrita pelos próprios protagonistas. 

Uma escrita simples, com descrições realistas e que prendem ao leitor como se fosse impossível abandonar cada um dos "escritores das cartas". Ainda me pego pensando em todo o sofrimento que foi compilado em poucas páginas. Com certeza vou precisar de um tempo para me recuperar. 

Nesta obra você encontrará desde um feto abortado que não sabe o que fez de tão terrível para sua mãe, quanto pessoas que morreram em guerra. Então caso tenha interesse pela obra prepare-se para um choque de realidade e deixe o lenço por perto, pois você poderá se emocionar com as últimas palavras de pessoas que poderiam estar perto de você.

Mamãe, eu não sei por que deixou que fizessem essa monstruosidade comigo, acredito que você também não tenha tido culpa dos seus atos e quero que você saiba que, mesmo assim, eu te amo muito.

5 comentários

Comentários
5 Comentários
  1. Oi Alê,
    tudo bem?
    Não conhecia o livro ainda. Chamou minha atenção. A capa é bem atrativa também.
    Bjs, Fernanda D.

    ResponderExcluir
  2. OIá tudo bem? Uau que livro heim, achei super interessante e até um pouco pesadinho...não sei, só lendo mesmo para tirar a conclusão final hahaha

    Já adicionei na minha lista.

    Achei seu blog pelo Livros y Viagens da Aline! preciso de dizer que AMEI, já estou seguindo e se quiser conhecer o meu cantinho também sera super bem vinda.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos não só a resenha belíssima, como a interpretação dessa narrativa tão densa.
    estamos imensamente felizes, Lê!
    Obrigada!
    Sollo

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sinopse, me parece ser uma leitura um tanto pesada e interessante.

    É um dos clássico que eu PRECISO ler! Eu vi o filme e achei genial. O livro deve ser ainda superior, afinal, recebeu um Nobel, e isso já diz muito sobre a obra. Ótima resenha.

    http://legadodaspalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pelo carinho com o meu trabalho...

    ResponderExcluir