[RESENHA] O menino oceano - Jean-Claude Mourlevat

Publicado por 3.4.14



Autor: Jean-Claude Mourlevat


Sinopse: Numa noite de tempestade, o pequeno Yann Doutreleau acorda seus seis irmãos mais velhos, todos gêmeos. Ele avisa que devem fugir de casa, porque estão sob ameaça do pai violento. Sem titubear, os irmãos seguem Yann na escuridão chuvosa. E, assim, começa uma marcante odisseia em direção ao oceano, bem como uma história inesquecível sobre fraternidade. Trata-se de uma releitura contemporânea do "Pequeno Polegar", de Charles Perrault.

Como eu não li "Pequeno Polegar" não ousarei fazer qualquer tipo de comparação entre as obras, mas nem por isso acho que esta resenha será menos interessante.

Yann é o mais novo dos 7 filhos da família Doutreleau, porém foi o único que nasceu sem ter um irmão gêmeo, fazendo com que ele não tivesse alguém com quem compartilhar suas ideias, visto que cada "dupla" de irmãos possuíam características parecidas, criando um vínculo entre um gêmeo e outro, porém isto não fez com que o pequeno se destacasse menos. Mesmo não emitindo o som de nenhuma palavra, ele era considerado inteligente pelos professores, mas preguiçoso para os pais, já que ele queria passar mais tempo lendo do que trabalhando no sítio.

O livro é narrado por diversos personagens, desde a assistente social que se preocupava com a educação de Yann, quanto do caminhoneiro que cruzou com os garotos durante sua fuga. Conhecer a história através dos relatos de todos os envolvidos, mesmo dos que apenas os viram de longe, deu um toque de realidade à obra, já que a forma como cada um demonstrava seu ponto de vista, carregava característica da personalidade destes.

Me senti envolvida pela história das crianças. Vale lembrar que sou uma futura assistente social, e estas crianças fugiram de casa, sem rumo certo, por terem medo de serem mortas por seu próprio pai. Acompanhar a trajetória destas crianças fez com que eu desejasse que alguém os ajudassem, porém toda a esperteza que eles utilizaram para se manterem vivos, foi incrível. Acho que na idade deles eu não conseguiria pensar tão rápido e com tanta eficácia.

Mas engana-se quem pensa que se trata de uma história previsível e totalmente sofredora, de crianças que sofrem maus tratos. Vai muito além disso, o autor deixa clara a mensagem de união, que pode-se notar através da cumplicidade dos irmãos. E vale lembrar que nem tudo é o que realmente parece, nem todos os medos são reais ou necessários, nem toda boa ação é bem feita.

É um livro pequeno, de leitura fácil e rápida e que agradará ao público de diversas idades, criando sentimentos diferentes através das experiências que cada leitor carrega consigo.

2 comentários

Comentários
2 Comentários
  1. Olá!
    Parece ser bem interessante, tem um enredo que me deixou curioso, adoro livros pequenos assim de leitura facil.
    Beijos!
    Guilherme - leituraforadeserie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O Pequeno Polegar é minha infância haha que grande resenha, eu não conhecia esse livro, a pesar de tudo (e de ser um adorador da literatura infantil). Já comentei que seu blog deve ser o melhor do mundo? Se já, comento de novo hehe. Parabéns! Goste de obras assim, que fogem do previsível, que fogem do que você espera dela, e que tratam de superação, de força e de união. Parece incrível.

    Samuka
    http://coupleliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir