[RESENHA] Ratos - Gordon Reece

Publicado por 20.1.14

 
Autor: Gordon Reece

Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir - são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Shelley, vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, não frequenta a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade. Confiantes de que o pesadelo acabou, elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina. Os acontecimentos que se seguem instauram o caos em tudo o que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou.

Shelley é uma menina comum, como várias outras que você já deve ter visto por aí, principalmente na escola. Num mundinho só seu, onde junto com suas amigas de infância vai construindo uma história com alegrias, muito estudo e uma tranquilidade impressionante, mas como tudo na vida sofre por mudanças este mundo feliz e colorido teria um fim.

As crianças crescem e se tornam más, as amizades são destruídas por bobagem e o preconceito começa a se tornar visível. Com a história sendo contada pela protagonista consegui perceber o quão cruel as pessoas podem ser, consegui sentir o peso que a Shelley carregava consigo todos os dias, a dor que ela escondia e a sensação de culpa por tudo ter mudado.

Assim como sua mãe a jovem costuma aceitar todas as ofensas calada, já que 'ratos' não brigam, 'ratos' fogem. Ambas estão acostumadas com essa característica que possuem e não pensam na possibilidade de mudar, de dar a volta por cima. Não se sentem dignas de se impor, acreditam de alguma forma que é mais fácil e sensato fugir e é isso o que fazem quando o bulliyng que Shelley está sofrendo, por parte de suas amigas de infância, coloca sua vida em risco.
Ratos nunca são mal-educados. Ratos nunca são assertivos.
Em uma escola onde os pais pressionam o diretor e a boa imagem da instituição está em jogo, nada é feito em favor da jovem 'rata' e ela se vê obrigada a ir embora para não ter que enfrentar suas agressoras. Uma nova casa, num lugar bonito e sem pessoas para incomodá-las, o lugar não poderia ser mais perfeito, mas o que as duas não imaginavam é que a vida continuaria aprontando para elas e novas mudanças iriam acontecer. Nem mesmo os ratos aceitam tudo.

Uma leitura rápida e dinâmica. Em nenhum momento achei que o livro tenha sido exagerado ou cansativo, pelo contrário, toda a narrativa me envolveu ao ponto de eu acreditar que não poderia abandonar as duas antes de ter certeza de que elas ficariam bem. Impossível conhecer um pouco da vida de Shelley e não ter seu psicológico envolvido e abalado. O autor conseguiu criar uma atmosfera tensa e magnífica. 


A realidade era exatamente o oposto da ordem e da beleza; era o caos e o sofrimento, a crueldade e o horror. Era ter seus cabelos incendiados sem ter feito mal a ninguém,era ser explodido por uma bomba terrorista ao levar seus filhos à escola ou ao se sentar em seu restaurante favorito, era apanhar até morrer em uma viela enquanto lhe roubam o pequeno salário que acabou de receber, era ser estuprada por bêbados, era ter a garganta cortada por um viciado que invadiu sua casa à procura de dinheiro. A realidade era um massacre diário de inocentes. Era um abatedouro, um açougue, forrado pelos corpos de inúmeros ratos...

3 comentários

Comentários
3 Comentários
  1. eu li esse livro e ameeei, adoro essas histórias de suspense !
    beeijos
    http://keetring.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Estou como esse livro aqui, é um dos próximos na ordem da leitura. Que bom saber que a leitura flui, estava com um pouquinho de medo disso :)

    Beijo :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha lido nenhuma resenha desse livro, sempre o vejo em promoção no Submarino, mas acabo escolhendo outros e o deixando pra trás, sua resenha me deixou curioso para lê-lo *-* na próxima eu arremato.
    Beijos!

    Gustavo Valim
    http://jantandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir