[RESENHA] A casa das orquídeas - Lucinda Riley

Publicado por 21.10.13

Autor: Lucinda Riley
Sinopse: Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.

Nas 100 primeiras páginas eu pensei em abandonar o livro, ficava me perguntando se conseguiria me torturar por mais 400, então respirei e fui adiante. Graças a Deus eu sou uma pessoa muito teimosa, pois a história se desenvolveu de tal forma que eu não conseguia mais parar de ler. A autora soube criar personagens muito reais, enredados em romances sem frescura ou melação, pelo contrário, apesar de todo amor que cerca cada personagem estes também têm os diversos problemas e traumas que cada um carrega.
Não tenho paciência com pessoas sofredoras ao extremo, que só sabem lamentar, muito menos com romances doces que fazem o mundo parecer perfeito e ainda bem que não encontrei nada disto nesta história. Com uma escrita simples e fluida, a autora mostra a vida de algumas pessoas em épocas diferentes, mas que de alguma forma possuem algum laço.

Dizem, em Sião, que quando um homem se apaixona por uma mulher profunda, louca e irremediavelmente, ele é capaz de fazer qualquer coisa para mantê-la ao seu lado, agradá-la, fazê-la feliz e valorizá-la.

Júlia passou por uma grande perda, que a deixou de luto por muitos meses, acreditando que era errado ser feliz e seguir a vida quando quem se ama já não tem mais uma vida. Apesar deste toque de drama pelo qual a personagem passa, em nenhum momento senti vontade de sacudi-la para que acordasse, pois mesmo com todo o sofrimento é possível ver que ela é forte. Com a ajuda de pessoas que a amam, ela consegue se reerguer aos poucos e começa a conhecer um pouco mais do passado de sua família e da grande "casa das orquídeas" onde seus avós trabalharam por muitos anos, através da descoberta de um diário.
Adorei a forma com a segunda guerra foi introduzia à história. Eu particularmente adoro tudo que tenha algo sobre algum fato histórico importante e real, e apesar de ter consciência de que estava lendo um romance eu esperava algum sentimento envolvendo as grandes perdas, e a autora não em decepcionou em nenhum momento, ela soube conduzir o romance sem deixar de lado o sofrimento das famílias que perderam seus filhos, ou dos pais e esposas que viam seus amados irem rumo à morte.
Muitas revelações são feitas, o que em certo momento me deixou sem fôlego enquanto eu pensava "não, ele não fez isso", "não, ela não vai", "não pode ser". Com a história criada por Lucinda, vi que as decisões de algumas pessoas afetaram diretamente a vida de outras, e muitas vezes algumas delas nem tinha conhecimento sobre o que estava acontecendo.
Não se assuste com o número das páginas, nem abandone o livro no início, caso o ache sem graça como eu achei, pois muitas coisas lhe serão reveladas e a maior parte delas lhe deixará surpreso. A vida de cada personagem possui um mistério a ser conhecido. 



Com romance, drama, pessoas "reais" e algumas surpresas, este livro conseguiu me surpreender da melhor forma possível, o que me deixou ainda mais feliz por tê-lo ganho da linda e fofa Laís, do Blog Laís Doce.

7 comentários

Comentários
7 Comentários
  1. Tenho essa trama e acredita que ainda não li, Alessandra?
    Só li bons comentários da escrita da Lucinda, o problema são as quantidades de páginas, por hora não posso lê-lo...

    Bjo!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. parabéns pelo deu blog!! amei!! http://carolartico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa.. esse livro deve ser muito bom.. adoreiii
    já anotei o nome para colocar na minha lista dos desejados ^^
    xoxo
    Isis - minhaestantecolorida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que bom que gostou da história, eu me interessei..parece ser boa.
    A capa é linda demais.
    Ótima resenha...


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Muito bom quando uma história surpreende a gente dessa forma!
    Gostei da dica, parece ser muito legal!

    Beijoss


    http://preferiaestarlendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. EEEEEEEEEEE! Ainda bem que você curtiu amiga, eu não leria esse livro tão cedo. kkkkkkkk Muito grande pra minha cabeça no momento. hihi e muito obrigada pelo "linda e fofa" ;) São seus olhos!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de você falar bem do livro, dps das 100 páginas, eu ainda não sinto vontade de le-lo, talvez um dia, mas não agora.

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir